; O Blog da Coccinella: Janeiro 2006

terça-feira, janeiro 31, 2006

Quero fazer uma encomenda, por favor!

Actualmente, pode-se encomendar de tudo na Internet, mas eu só gostava de saber onde posso encomendar este modelo de 1980, com um 1,83m, uns olhos azuis de morrer, que tanto é bom a contracenar com um coelho gigante ou no meio do deserto...


...ou este modelo de 1971, também com um 1,83m e que vai bem tanto no papel de advogado como de fuzileiro?

Os dois numa sala de cinema perto de si...

Qualidades procuram-se!

Ontem descobri mais um defeito... Tenho tanta graciosidade a dançar como um elefante! E vinha a sair do ginásio a pensar nisso, quando me revoltei de estar sempre a pensar em defeitos meus e tentei arranjar uma qualidade... Pensei e voltei a pensar, até que me cansei e decidi perguntar à única pessoa que seria sincera comigo: o meu mano! E lá tive a resposta que esperava: "Sei lá!" A minha tentou ser simpática quando lhe pedi para me dizer uma qualidade minha, mas foi mesmo uma tentativa, porque a qualidade era tão mixuruquinha: "És organizada!" Bah!

Confesso que ainda não encontrei nenhuma, é muito mais fácil para mim enumerar os meus defeitos... Mas vou continuar à procura, porque devo ter alguma, não?

segunda-feira, janeiro 30, 2006

A menina cozinha?

Detesto cozinhar! Pronto, ok, também não é assim tanto... A questão é mesmo a falta de paciência. Não tenho paciência para cozinhar! Não consigo estar à espera que as coisas cozam, grelhem, estufem (pronto, isto é mentira, porque nunca estufei nada na vida!). Por mim, colocava o arroz no tacho e passado um minuto, tcharam! já estava prontinho a comer! As únicas coisas que realmente me dão prazer fazer é bolo de chocolate, apesar do meu amigo Ivan do Hi5 (não confundir com o Ivan da cabeleireira) me ter dito que isso não é cozinhar, porque é uma sobremesa, e massa, mas muito de vez em quando e em ocasiões especiais e correndo sempre o risco de se levar com perguntas do género: "mas onde é que está a carne?", quando tentamos meter alguma cultura gastronómica na cabeça das pessoas e fazemos uma massa mesmo à italiana!

Mas tirando isto (e o meu leite com torradas!), não sou muito adepta de cozinhar. Os meus anos de estudante bracarense foram passados à custa dos cozinhados da mãe Ni e da avó Alice, que completava com massa ou arroz (que nunca consegui acertar muito bem até descobrir aquele que é estufado previamente ou qualquer coisa do género!), com uns bifezitos grelhados, sopa e, claro, o meu leite com torradas!

Quando fui fazer Erasmus, pensei: "Agora é que vai ser! Vais ter que cozinhar que até ficas azul!", mas, e apesar de dizer que não tenho muita sorte na vida, encontrei a parceira ideial! A Joana gostava de cozinhar (mas só uma refeição por dia!) e detestava lavar a louça... Ora eu detesto cozinhar (é que nem uma mísera refeição por dia), mas gosto de lavar a louça. Assim, o jantar era quase sempre em casa e o almoço na cantina (a que ficava perto da nossa faculdade era muito boa e para os Erasmus era muito barata).

Na minha estada em Lisboa, descobri que a minha prima também não era grande adepta de cozinhar, só de vez em quando e se estava com disposição (o que depois de um dia de trabalho é sempre nula!)... Sobrevivíamos com as sopas dela (das mais deliciosas que já comi!), com fruta, iogurtes, leite e torradas... E uns cozinhados de vez em quando (não se assustem, pois o meu almoço era sempre no Colombo!).

Agora estou em casa e não me preocupo com isso... O futuro... Bem, ou arranjo um gajo que goste e que cozinhe bem ou há sempre os congelados e os restaurantes! :)

Buuuuuuááááááááá!!!!

Ainda só conheço 3% do Mundo!! Snif, snif...


create your own visited countries map

Confirma-se... (II)

... que não tenho jeito par ser "dondoca". Ontem deu-me para pintar as unhas (sim, pintar as unhas!)... Passados cinco minutos, já tinha uma unha estragada. Voltei a pintá-la... Cinco minutos depois, voltei a estragar a MESMA unha (sim, a mesma!). Não tenho paciência para estar à espera com as unhas ao ar, a abanar os dedos e a soprar para que o verniz seque mais rápido. Depois sou uma bruta que bate com as unhas em tudo quanto é sítio... Conclusão: não dou mesmo para mulherzinha!

Não tirei o verniz das unhas e quando acordei, fiquei a olhar feita estúpida para as unhas a perguntar-me por que é que estavam tão brilhantes? Que triste! :)

Confirma-se... (I)

... que vivo mesmo no fim do mundo! Nevou em tudo quanto era sítio, menos na santa terrinha! Raio de terra onde nunca se passa nada!

sexta-feira, janeiro 27, 2006

Ai!

(era só mesmo para deixar o meu ai! com atitude!)

Isto hoje não está nada bem, mas também nunca disse que iria ser fácil...

Este vai sem título

Eu não fumo. Já experimentei, mas tenho uma incapacidade natural para fumar... Não consigo travar! Não dá! Já me tentaram ensinar (à custa disso passei uma vergonha com o meu ex-Gonçalo, quando ainda andávamos naquela do ai-não-sei-se-vamos-ou-se-ficamos, num bar na Zambujeira, com os amigos dele a divertirem-se à minha custa! Que tótó!), mas já desisti. Também não é algo que faça parte dos meus objectivos de vida, nem que me sinta triste de não conseguir, até porque detesto o cheiro a cigarro. E isto tudo é para dizer que detesto, abomino quando vêm aquelas pessoas que têm o cheiro entranhado nelas empestar o ar puro do meu trabalho! Não suporto, porque depois tenho que ficar aqui com o cheiro montes de tempo. É que já não basta passar aqui o dia sozinha, ainda tenho que levar com dois desses caramelos...

Confesso que sou um bocado fundamentalista neste aspecto... No meu carro ninguém fuma, em minha casa ninguém fumará... Detesto quando fumam enquanto como, detesto levar com o fumo na cara... Detesto cumprimentar pessoas que tenham o cheiro entranhado nelas (penso que será por causa da marca que fumam, porque há pessoas que fumam e não tresandam a tabaco)... Detesto ter a minha roupa a cheirar a tabaco (mas também ninguém me manda frequentar sítios cheios de fumo! ;) )...

Estou que nem posso! Foi uma semana esgotante e estafante! (não sei se esta palavra existe...) Já tomei a minha resolução de fim-de-semana: não vou fazer nenhum! Só vou levantar o meu lindo rabinho do sofá para comer. Vou vegetar! ;)

quinta-feira, janeiro 26, 2006

Já tá!

Pronto... sou um bocadinho exagerada... Ok... um bocado grande exagerada... Admito... MUITO exagerada! :) Andei eu a matar-me de trabalho, a fazer serão, a vir trabalhar ao sábado à tarde, a ter pesadelos a semana toda para no fim levar só com meia dúzia de perguntas durante uma horita...

Finalmente lá foi a famosa auditoria. Confesso que estava um bocado nervosa, ainda por cima estavam cá os meus colegas de trabalho (explicação: eu trabalho sozinha na delegação da associação, o resto está todo na sede, é por isso que blogo durante o horário de trabalho! :) ). Eles são muito fixes, simpáticos e tudo e tudo, mas eu ficaria nervosa mesmo que fosse a minha mãe a assistir! (defeito de personalidade!).

Chegou o senhor auditor e lá fomos todos para a sala da formação para o interrogatório. Começou por me perguntar quais são os processo da delegação. Esta era canja, pois já estou fartinha de saber que, apesar de não ser responsável por nenhum dos processos, trabalho com todos. Depois pegou no departamento jurídico e começou a perguntar sobre as consultas e como fazia para marcar e tudo e tudo. Aqui foi a primeira calinada... Como, mas como me fui esquecer de falar do preço das consultas, quando estou fartinha de saber que a primeira consulta de cada problema é 10€!!! Bem, lá se passou e ainda estava eu a auto-flagelar-me mentalmente quando ele começa com as reclamações e o que é que eu fazia se queriam reclamar, etc. etc... Eu lá lhe mostrei o modelo de registo de ocorrências. E aqui foi o meu momento alto...

O auditor (na pele de um associado) disse que queria era preencher o livro de reclamações... Ora, coloquem-me as perguntas que quiserem sobre quem tem e quem não tem que ter livros de reclamações, que eu sei! (pronto, estou outra vez a exagerar, mas desse decreto-lei eu até percebo) A minha resposta: "Eu conheço o decreto-lei e nós não somos obrigados a ter o livro de reclamações!". A Clara só não aplaudiu a minha resposta, porque estávamos numa auditoria! :) Lá fui buscar o decreto e mostrei-o toda orgulhosa e confiante... É claro que os momentos altos não duram para sempre e veio outra calinada logo a seguir... Respondi que não sabia uma coisa e isso NUNCA, mas NUNCA pode acontecer... Um "não me recordo", um "deixe-me procurar nos procedimentos" aceita-se, NUNCA, mas NUNCA um "não sei".

Depois foram mais perguntas, mais "mostre aí que sabe ler os procedimentos e os objectivos" e uns "é uma boa prática, mas talvez seja melhor escrever isso" e vê a sala de formação de informática e o gabinete da Srª Drª Coccinella... e pronto, cada um voltou para o seu trabalho, não sei antes de ouvir um "estiveste muito bem" da Clara. Agora é só acertar mais umas coisinhas e esperar pela verdadeira auditoria... Ai, essa é que vai ser!

Ai, ai... Está quase! Medo, muito medo... Ainda por cima vou ter a assistência dos meus colegas... Vou ficar ainda mais nervosa... Se é isto numa auditoria interna, quando for a verdadeira, dá-me um esgotamento nervoso! :)

quarta-feira, janeiro 25, 2006

É já amanhã! É já amanhã!

Oh céus, finalmente está a chegar o dia de amanhã! O dia pelo qual anseio há uma semana! O dia depois do qual a minha vida vai voltar ao normal: dormir bem sem pesadelos, sair mais ou menos a horas e não dar o tilt! Infelizmente, a tão falada e famigerada auditoria só será de tarde... Ainda terei mais uma manhã para me preocupar, para me stressar e, do mal o menos, para estudar bem tudo o que é procedimento e mariquices da qualidade.

Agora vou-me, porque ninguém me paga as horas extraordinárias que tenho feito à conta da porcaria da qualidade!

Depois conto como foi...

A grande dúvida existencial de cada manhã:

"Mas que raio visto hoje?!?"

terça-feira, janeiro 24, 2006

O pior...

... do meu lindo sorriso metálico é ir à dentista, mudar de aro, colocar uma borracha e ter os dentes a doer como tudo!

O melhor é saber que o vou usar, pelo menos, até ao Verão!

segunda-feira, janeiro 23, 2006

You Are Japanese Food

Strange yet delicious.
Contrary to popular belief, you're not always eaten raw.


Estranha, mas deliciosa... humm... ;)

O melhor...

... das eleições é que se vê sempre pessoas conhecidas quando se vai votar... Ai Deza9, Deza9! (e não, não é o café, é mesmo o dono!)

A última tradição

Não religiosa, não sou católica, nem mesmo baptizada, mas existem certas festividades e tradições religiosas que sempre segui com entusiasmo. Uma delas era a procissão da festa do santo cá da terra. Nesse dia, há sempre almoço de familia em casa dos avós e quando chegava a hora, lá íamos todos para a varanda (devidamente enfeitada com as colchas) ver a procissão passar. Mesmo quando as minhas primas não almoçavam connosco, faziam questão de estar presentes nessa altura, mais para agradar ao meu avô do que por devoção.

Este fim-de-semana foi a festa do santo cá da terra (ontem isto até parecia uma verdadeira cidade... era a festa, eram as eleições... até se viam pessoas na rua!). Mas como dizia o anúncio, a tradição já não é o que era e a procissão em vez de ser à tarde, foi de manhã. Assim, às 11h30 da manhã, sou violentamente acordada pela minha mãe e pelo meu avô, que irromperam pelo meu quarto adentro (é o quarto da varanda), para colocarem as colchas e ver a procissão... Depois da Páscoa ter perdido a magia, muito por culpa de ter passado dos domingos de Páscoa a trabalhar e de no ano passado ter tido o almoço pascal mais triste da minha vida, depois da porcaria que foi o Natal passado, agora ruiu a tradição da procissão do S. Sebastião... Sinto que caiu a última barreira para a idade adulta... Já nada será como antes... Sou oficialmente "grande"!

O dia mais deprimente do ano

Segundo Cliff Arnall, um eminente professor universitário britânico da Universidade de Cardiff, especialista em saúde mental (nas palavras do Público), hoje é o dia mais deprimente do ano... "Não se trata de futurologia, defende Arnall, mas de um cálculo matemático a partir de seis factores que se conjugam no primeiro mês do ano: o frio do Inverno, o tempo que decorreu desde o Natal, o regresso ao trabalho depois das festas, a chegada das facturas para pagar, as resoluções de ano novo frustradas e a ausência de expectativas em relação a uma melhoria do panorama nas semanas que se seguem". (Público) E permitam-me acresecentar, no caso dos portugueses, a eleição do novo PR...

Isto tudo quer dizer que estou bem lixada hoje, não se aproximem, não falem comigo, porque além de já andar meio deprimida com a minha vida amorosa, com a porcaria da certificação e (de novo) com a eleição do PR (para não falar que hoje não vou ter a minha terapia diária de Friends, devido à mais dinâmica do meu trabalho), ainda vem este eminente professor universitário juntar mais "achas para a fogueira"...

Mas como nem tudo é feito de más notícias, basta-me esperar 151 dias para viver o dia mais excepcional do ano (23 de Junho)... Coisinha pouca! :)

sábado, janeiro 21, 2006

A associação do marketing dos leitões tem qualidade

Nunca, mas nunca se metam a certificar pela qualidade a vossa empresa, a vossa casa o vosso carro, o que quer que seja... É uma das coisas mais horríveis, chatas, trabalhosas e que nos tiram o sono! Ele é papel para isto, ele é procedimento para aquilo... E se alguém reclamar como faz? E se organiza isto o que tem que fazer? 500 mil check-lists... 500 mil modelos... AAAAAAHHHHHH!!!!! É tanta coisa que me fez vir trabalhar a um sábado à tarde! E vê dossier daqui e vê dossier de acolá... E agora falta isto e depois mais aquilo... E claro, que tinha que fazer alguma asneira, como imprimir uma coisa no lado errado... Que nó na cabeça!

Mas já acabei por hoje. Estou prestes a dirigir-me a casa para lanchar um bolinho de coco torrado com manteiga e beber um Cola-Cao... Ando outra vez a consumir chocolate às pazadas. Ele é um Baccio à sobremesa, depois bebesse um Cola-cao ao lanche e ontem, uma mousse de chocolate depois do jantar. É o que dá não ter nenhum "gaijo" que me dê uns beijos e uns amassos... Dou no chocolate!

E por falar no jantar de ontem... Ai que já não comia assim tanto há muito tempo... É o que dá ir a um restaurante brasileiro e pedir o rodizio... Já avisei a minha mãe que fiquei jantada por uma semana e que não me chateie por só beber uma caneca de leite e comer uma torrada, pois já tenho uma reserva de carne até à próxima sexta!

E aquelas cadeiras da Selina é que são um máximo! Só não gostei que o Ivan não estivesse lá e que a Neuza me tenha despachado em cinco minutos... Quando finalmente estava a relaxar e a esquecer os problemas do trabalho, a cadeira pará... Já tinha acabado! :(

sexta-feira, janeiro 20, 2006

Dondoca

Hoje vou dar uma de "dondoca" e vou ao cabeleireiro lavar o cabelo... Bem, se calhar, também vou cortar um bocado o cabelo, ainda estou a decidir, mas o objectivo principal é pôr-me apresentável para o meu jantar de hoje. Mas o melhor é que vou experimentar as cadeiras novas da Selina. Ela mudou-se mesmo aqui para o meu lado (ainda estou à espera dos clientes masculinos que ele me falou... ainda não vi nenhum, mas sei que tem alguns bem jeitosos... Ai, Deza9, Deza9... ;) ), mas ainda não tive oportunidade de lá ir experimentar aquelas cadeiras maravilhosas que fazem massagens. O meu medo é passar um mau aspecto bem grande, pois cansada como estou, com aquelas massagens e se for o Ivan a lavar-me a cabeça, dá soneca na certa! :)

Como já referi, hoje faz um ano que coloquei o meu sorriso metálico liiiiindooooo! Se há coisa de que gosto em mim, é mesmo o meu sorriso metalizado. Vou ter tanta pena quando o tirar. É que gosto mesmo! Pareço mais miúda (no outro dia estive com um colega da escola primária que não acreditava que tinhamos a mesma idade, por causa do meu metal!)... :) É claro que também gosto, porque me fez perder uns quilinhos (que bem precisava e que ainda bem preciso)... :) O único senão são as dores de dentes... O ter visto estrelinhas ao colocá-lo... O ter andado um mês sem sentir metade da boca (uma longa história que mete cirurgias, internamentos, anestesias gerais e um ciganão!)... Mas tudo isso compensa quando nos dizem que temos um sorriso lindo!

O metal está na moda!

Antes




Agora




Hoje o meu sorriso metálico faz um ano! Parabéns a mim!

Às vezes, por breves momentos, penso que vai acabar tudo bem... Que vai ser como nos finais felizes dos filmes... Mas depois "caio" em mim e apercebo-me que isto é a vida real... Abro os olhos, ponho um sorriso nos lábios e aceito o fim que a vida me deu...

Medo, muito medo

Hoje tive uma amostra do que vou passar na próxima 5feira de manhã... Uma auditoria da qualidade... Medo, muito medo... Ainda tenho tanta coisa para saber! Acho que vou marrar tudo o que é objectivo e procedimento e todas as mariquices na noite anterior para sair tudo na ponta da língua... Eu e a minha mania das perfeições! E por que é que faço parte de todos os processos? Por que é que tenho que saber tudo? Isto de ser Srª Drª já está a perder a graça... Medo, muito medo...

quinta-feira, janeiro 19, 2006

É tão triste...

... querer escrever, mas estar tão cansada, tão cansada que se sente a cabeça vazia. Eu tenho vontade de escrever, eu tenho o que escrever, só que estou tão cansada, tão cansada que me custa juntar meia dúzia de palavras numa frase...

Isto de fazer cinquenta telefonemas numa tarde, dá cabo de qualquer um... Juntando a isso, o stress de uma auditoria para a próxima semana, a organização de um seminário para daqui a duas e tudo o resto, dá: tilt!

O que vale é que amanhã é sexta-feira, há jantar da formação com a louca da formadora e com a vontade toda que eu tenho de me divertir... Promete! ;)

Oops...

... não coloquei a tradução da minha lista... Sei que algumas palavras vão parecer um bocado estranhas, mas eu gosto delas e algumas acabam por ter a sua história... Aqui vai:

greve
nada
porque
também
ainda
então
sol
nuvem
lua
espera
derreter
sumo
rio
praia
areia
erro
acessível (esta confesso que não tenho 100% de certeza)
fósforo
eléctrico (de meio de transporte)
chove
confiança
desafio

Mais uma lista...

Vi num blog uma lista de palavras em inglês que a autora do mesmo gostava... Ora, aqui segue a minha, mas de palavras em italiano, claro! :)

sciopero
niente
perché
anche
ancora
allora
sole
nuvola
luna
aspetta
sciogliere
spremuta
fiume
spiaggia
sabbia
sbagli
raggiungibile
fiammifero
tram
piove
fiducia
sfida

quarta-feira, janeiro 18, 2006

Lista de coisas boas do Gonçalo ter acabado comigo, que a minha Pipoca me fez:

"1) apercebeste-te que a próxima relação não podes viver só a dois (e essa é a mais importante!!)

2) fartas-te de sair a noite, conhecer gente

3) aprendeste a beber (brincadeira!)

4)aprendeste a divertir-te muito mais, seres mais extrovertida (apesar de ainda teres de melhorar)

5) estás mais solta (apesar de ainda teres de ficar mais), mais "que se lixe o mau aspecto"

6) tens mais iniciativa

7) conheceste um fedorento"

A má não é para ser publicada, mas sim aceite por mim... Esta fica aqui, num sítio que eu posso sempre ver, quando o desânimo aparecer.

:)

Olha eu!

"Nas mulheres tudo é coração, até a cabeça"
J.P.Richter

terça-feira, janeiro 17, 2006

Há certas coisas que não me acontecem, que eu tento mentalizar-me que é pelo melhor. "É melhor assim!", digo mim própria... Mas por que razão, é que lá no fundo do fundinho, eu não acredito em mim? Por que razão continuo a debater-me contra a minha decisão, quando sei que é o melhor, que é o único caminho a seguir? Por que razão não deixo a minha cabeça tomar conta do centro de decisões e de convicções?

Recordações musicais

"Where's is the love" dos Black Eyed Peas faz lembrar a mãe Ni

"O Coro das Velhas" do Sérgio Godinho, o pai Zé

Qualquer uma dos Blasted Mechanism ou dos Primitive Reason, o mano Chico

"I'm only happy when it rains" dos Garbage e "Bed of roses" dos Bon Jovi, a minha Pipoca Carademelo

Jeff Buckley, David Fonseca e "Truth" dos The Gift, a Silvinha Maria

"Love Generation" do Bob Sinclair, a Sylvie

"Blister in the sun" dos Violent Femmes, o Esteves

"Better Man" dos Pearl Jam e "Disarm" dos Smashing Pumpkins, o Luís

"Pasión" do Rodrigo Leão, a Andreia

"One love" do Bob Marley, a Anocas

"Music" dos The Gift e "Two more years" dos Bloc Party, o Ivan

"In your eyes" da Kylie Minogue, a Joana companheira da aventura italiana

"I´m not a girl, not yet a woman" da Britney Spears, a Chiara ou Dado ou uma das minhas amigas lésbicas italianas, como preferirem chamá-la

"Time is running out" dos Muse, "Hey ya" dos Outkast e "I believe in a thing called love" dos The Darkness, o Gonçalo

"You and I" dos Scorpions e "Because you loved me" da Celine Dion, o Rodolfo (isto foi há dez anos atrás e num certo e determinado dia!)

"My Humps" dos Black Eyed Peas e as Pussycat Dolls (o nome do grupo das meninas e graças à minha Pipoca), o meu amigo Zé "fedorento" Diogo

Qualquer uma do Eros Ramazzotti, o Jacinto

"Nuova Ossessione" dos Subsonica, o To Zé

"Intoxication" do Gentlemen, a Carmen

"Angel" dos Aerosmith, o Nuno

Descobertas futebolísticas no Dolce Vita

Ontem foi mais uma noite a servir de motorista à minha mãe. E enquanto ela dança a bachata ou lá o que é, eu tenho que inventar distracções... Como já não ia a tempo de ir ver o filme que queria, levei o meu livro (o livro mais romântico que já li e que, se calhar, me vai pôr ainda mais "depre", mas que até agora só me tem feito acreditar que, talvez, encontre alguém super romântico e que me digo "gosto tudo de ti sempre"... Vou passar a sonhar com um novo António Lobo Antunes! :) ). Instalei-me na praça da alimentação do Dolce Vita com o meu jantar preferido (um galão e uma torrada!) e estive a ver os momentos finais do Vitória de Setúbal-Boavista. Tenho que agradecer à administração do Dolce Vita por disponibilizarem a SportTV, porque permitiu que eu voltasse a exercer a minha tarefa de "olheira". A verdade é que, apesar de adorar futebol, não tenho dispendido muito tempo a ver jogos (o último que vi todo foi o Sp. Braga-Sporting! ;) ), o que faz com que certas e determinadas pessoas me passem ao lado.

Então, estava eu a ver as equipas a sairem do campo, quando dá um grande plano de um senhor futebolista do Boavista... Não, não foi o João Pinto, esse eu já conheço de cor e salteado e já deixou de ser o meu Joãozinho Pintinho há muito tempo (e não, não foi por ter ido para o Sporting, simplesmente, passou...). Foi um rapazinho, que eu não conseguia ver o nome. E mostravam e voltavam a mostrar imagens do dito cujo, mas não conseguia perceber quem era (a televisão não tinha som, claro!). Mas comecei a pensar e a puxar pela cabeça e lá cheguei à brilhante conclusão de quem era: o Manuel José! Confesso, que já ouvia falar do rapaz há algum tempo, mas nunca tinha parado para ver a cara dele e, digamos, que não é nada mal apessoado o rapazinho... :)

Depois, começou a dar os resumos da Liga Espanhola e entre um parágrafo e outro lá ia deitando o olho. Acabei por descobrir que o Atlético de Bilbau não é só o Guerrero... Também tem um Llorente, que não é nada mal apessoado... :)

Já há muito que não fazia destas descobertas futebolísticas, apesar de começar a achar que já não se fazem jogadores como há dez anos atrás ou sou eu que estou a ficar mais esquisita! (Quer dizer, para quem acha graça ao Seedorf, não sou lá muito esquisita, mas...) :)

I'm back

Eu prometi que seria breve e fui... já não consigo estar muito tempo longe deste meu cantinho. É a minha paixão, o meu vício. E quem me manda a mim dar ouvidos a tudo o que uma certa e determinada pessoa diz (por mais valiosas que sejam as tuas opiniões para mim, tenho que me mentalizar que nem sempre tens razão! :) ). Retirei-me para pensar se me expunha demasiado neste meu blog. Para quem me conhece, talvez me exponha, para quem sabe mais sobre as minhas aventuras e desventuras, talvez me exponha um bocado de mais... Para quem não me conhece, deve ser igual ao litro, não sei. A verdade é que pensei e repensei (algum dia o pensar de mais teria que ser útil) e cheguei à conclusão que se não posso ser como sou no meu blog, onde posso?

Sim, sou muito indecisa. Sim, tenho muitas mudanças de humor (nunca as notaste muito, porque estar contigo era sempre o melhor do meu dia e ia sempre feliz e contente). Sim, penso demasiado. Sim, stresso muito facilmente. Sim, sou muito gaja nestas coisas todas. Sou teimosa, ciumenta, ansiosa (esta é recente, mas é como sou agora)... Tenho uma timidez do tamanho do Mundo, tenho uma incapacidade natural para me aproximar das pessoas, não tenho muitos amigos (mas tenho bons amigos). Não me acho interessante, acho que sou muito sem sal, sem conversa. Não me acho bonita, mas sim muito normal, gordinha e facilmente esquecível.

E não tenho medo de assustar quem quer que seja por ser assim, porque se ele não gostar de mim como sou, também não vale a pena. Ando a deixar de me preocupar em "agradar a gregos e a troianos", a todos ao mesmo tempo, a ser pessoas diferentes consoante com quem estou...

Não utilizo este meu espaço para mandar recados a ninguém. Se alguma vez "lavei roupa suja" aqui foi comigo mesma (tinha que te roubar esta expressão, porque simplesmente adorei-a!). Não insulto ninguém, não tento resolver problemas com ninguém através do blog... só os que tenho comigo mesma. Tento sempre não invadir a liberdade e a privacidade das outras pessoas. Comecei-o como uma terapia e tem-me ajudado tanto nestes últimos quatro meses. É o meu melhor ouvinte, o meu melhor confidente.

E quem gosta lê, quem não gosta tem bom remédio... Não obrigo ninguém a seguir o meu blog!

sexta-feira, janeiro 13, 2006

Até já!

Este blog vai parar para pensar.
Pedimos desculpa pelo incómodo.
Prometemos ser breves.

quinta-feira, janeiro 12, 2006

É oficial!

Já sou adulta ou, pelo menos, já tenho responsabilidades de adulta. Hoje "cai" a primeira prestação do carro. Se calhar, devia sentir-me mais "velha" ou qualquer coisa do género, mas, o triste, é que continuo a sentir-me uma garota... Mas tudo vai mudar a partir de hoje. Já sou uma mulher com responsabilidades! Tenho que ter juízinho na cabeça e comportar-me como uma adulta! Ui, ui... isto ainda é mais difícil que a minha decisão. :) Mas eu agora sou uma mulher! Chega de crises de adolescência, queixas sobre a vida... Há que enfrentar a vida tal como ela é e na boínha! (lembrem-me do que eu escrevi aqui de cada vez que andar a bater com a cabeça nas paredes! :) )

Só a mim...

... saio de Anadia às 19h30 para ir para a formação, que tinha começado às 18h... Chego a Coimbra e a formadora teve um pequeno problema e não havia formação! Volto a entrar no carro e prego a fundo para chegar a casa a tempo dos meus Friends. 30 minutos certinhos depois, chegava a casa ainda a tempo de ver o dilema da Sofia: emprestava ou não o computador à irmã! Ai se a vida fosse tão complicada assim! :)

quarta-feira, janeiro 11, 2006

Regressei à formação depois de ter faltado a duas aulas...

Formadora: "Então Joana, não tens aparecido?"
Eu: "Pois, ontem não deu para vir..." (e ao mesmo tempo...) Formadora: "Eu tenho ido todos os dias picar o ponto..."
Eu (faço uma cara estranha e depois percebo!): "Aaaaaaahhhhhh!!!!"

Risos das duas... Ela estava a falar do Delight...

É um colete de forças, se faz favor!

Pornto, podem internar-me... Primeiro os saltos, depois os Coldplay e agora... já ando outra vez a falar sozinha no trabalho! O que vale é que agora não é Verão e não tenho a porta aberta e as pessoas (as milhares e milhares) que passam aqui não me ouvem!

Ai, é tão triste ser-se assim! :)

Hoje no meu MP3 para afugentar a neura e a "depre", o meu CD42... Asian Dub Foundation, Fischerspooner, Kaiser Chiefs, LCD Soundsystem, Nine Inch Nails, Scissor Sisters e Gorillaz...

terça-feira, janeiro 10, 2006

Já me estava a "desquecer" que no próximo mês vou voltar à capital... E também num dia 08... Humm... Só espero desta vez não me desencontrar com o meu gajo lindão do coração (porque as saudades já apertam!) e também não digo que não a um reencontro mal-cheiroso... :)

Jeff Buckley no meu Mp3 para curtir a depressão...

É tão bom já conseguir falar com o ex como dois bons amigos!

Estou a precisar de umas férias... Pronto, ok, estive de férias há duas semanas atrás, mas preciso de umas férias... de mim, principalmente! Queria ir para algum lado longe daqui, longe de tudo e de todos, principalmente de todos. Sei que isso seria só fugir dos problemas, que quando voltasse, estaria tudo à minha espera, mas, pelo menos, teria descansado a cabeça e não pensado nas coisas. E volto à mesma questão de sempre, o pensar em demasia, o analisar tudo, o não me conseguir abstrair, o não conseguir levar as coisas na boa. Não dá! Envolvo-me de mais nas situações, envolvo-me de mais com as pessoas. Acho que, depois de 25 anos a conviver comigo, já devia ter aprendido e saber como sou e como reajo. Mas, às vezes, penso mais com a vontade do que com a razão e só me meto em asneiras. Tomei uma decisão e vou levá-la até ao fim. Só que, ontem, tive a prova provada que não vão ser tão fácil como pensava. Acho que já está muito enraízado, se calhar, mais do que eu pensava ou então é como a A. me disse, não tenho a atenção que queria ter e empolei a situação. Só eu... só eu é que saio de uma para me meter noutra pior!

Peço desculpa por mais um post um tanto ao quanto enigmático...

segunda-feira, janeiro 09, 2006

Estou...

... muito bem disposta hoje... Só me apetece rir por tudo e por nada... Dizer baboseiras... Humm, isto não é normal... Até estou com medo do que possa acontecer hoje... Vem aí desgraça...

Ihihih!


Ainda me hão-de explicar quem o tornou no salvador da pátria!

Na minha praia



Esta semana, tenho formação, em Coimbra, todos os dias... Agora digam-me, como vou sobreviver sem os meus Friends??? :(

domingo, janeiro 08, 2006

O meu Sporting do coração... o de Braga, claro!


Ihihih! :)

A praia e as decisões

Acabadinha de chegar da praia, onde fui à procura da paz de espírito que me andou a faltar esta semana... Só eu, o meu telemóvel para tirar fotos à melhor de todas as praias do Mundo, o meu MP3 com o meu Cd de eleição do momento (Sigur Rós em altos berros) e o meu Umberto Eco para ver se finalmente o acabo... Soube maravilhosamente bem!

Há uns tempos, uma amiga minha disse-me que achava que eu andava desorientada. Na altura, não concordei muito com o que ela me disse, mas a verdade é que aquelas palavras não em sairam da cabeça e cheguei à conclusão que talvez ela tivesse alguma razão. Assim, hoje decidi tirar o dia para parar e pensar na minha vida, tentar tomar uma decisão e mantê-la até ao fim (tarefa que para mim é muito complicada, ms tem que ser!). E nada melhor do que uma ida até a um dos sítios que mais me acalma... a minha querida praia. Soube mesmo bem!

E cheguei a algumas conclusões e a algumas decisões. O meu grande problema é ser uma cabeça dura, teimosa, que não aprende e que coloca certas e determinadas as pessoas num pedestal... (acabo de fazer uma coisa impensável... aumentei o volume para ouvir uma música dos Coldplay! Pronto, podem internar-me! :) ) Mas já decidi o que fazer e vou ter que conseguir manter essa decisão até ao fim... custe o que custar!

Mas a minha ida à praia não foi boa só para arrumar as ideias... :) Fui lanchar ao café do Hipólito... E ele estava lá! E atendeu-me! E continua lindo! Aaaaaaiiiiii!!!!!! Acho que me reconheceu... Quer dizer, não tenho bem a certeza... Estou uma bocado diferente da garota que lhe mandava bolas ao pé, mas fiquei com a sensação que me reconheceu. Seja como for, continua liindo! :)

sábado, janeiro 07, 2006

Compras, comprinhas

Está provado que não me posso aproximar de centros comerciais, especialmente, logo depois de receber o salário... O resultado é sempre: compras! Ontem fui ao cinema com o P. e, enquanto esperávamos pelo começo da sessão, andámos a entrar e a sair em lojas (ia destruindo uma loja, pronto, ok, só deitei abaixo duas sapatilhas, mas teve que ser o empregado a pô-las no lugar...), até que... Oh visão dos ceús! Um casaco super giro apareceu em frente dos meus olhos. Eu juro que não ia com intenções de comprar nada, mas foi mais forte e lá tive que trazer o casaco lindo e verde comigo.

Já cheguei à conclusão que não posso saber que tenho dinheiro na conta... É o primeiro passo para perder a cabeça e gastar, gastar, gastar... Mas tenho que me controlar, porque para a semana já começo a ser adulta e tenho que ter juízinho!

Mas também vi lá umas sapatilhas liiiiindaaaaaas... O problema é a roupa para vestir com elas... Este comentário levou a uma gargalhada sonora do P., mas eu tenho esse grande problema feminino de ter que andar a combinar minimamente... Não consigo andar com umas calças pretas e uns sapatos castanhos, por exemplo... Eu sei que são manias, mas são as minhas manias... Mas aquelas sapatilhas... E já não compro sapatilhas há muito tempo... Agora é só sapatinhos de salto (o P. foi mais uma pessoa que ia caindo para o lado quando lhe disse isso!) e botas de usar por fora das calças... Mas aquelas sapatilhas...

Estou-me a tornar numa consumista de primeira. Se o meu pai sabe, acho que me deserda e já não me dá o SEAT Leon se ganhar o EuroMilhões... É isso e se souber que ando a tentar ser convencida por dois sportinguistas a mudar de clube... É claro que não vão conseguir, mas se eu mudasse, aí sim é que o meu pai tinha um ataque, deserdava-me e deixava de falar comigo (o que, às vezes, não era mau de todo, principalmente, quando faz as suas birras).

sexta-feira, janeiro 06, 2006

Bah!

Esta foi uma semana um tanto ao quanto estranha... Não me lembro das primeiras semanas de cada ano, acho que devem ter sido super normais, para eu não me lembrar delas. Esta foi... estúpida. Não consigo explicar as razões, mas para mim foi. Andei constantemente com o humor aos altos e baixos, mais nos baixos que nos altos, com uma neura do tamanho do Mundo, mas sem nunca perceber por quê! Se calhar, lá no fundo do fundinho, pensava que o ano novo começava e, que num passe de magia, tudo o que eu quero se realizasse, tudo se resolvesse a meu favor... Ok, sei que é estúpido e infantil e tudo e tudo, mas, não o consigo evitar. Bah! Às vezes, só apetece desligar o botão da cabeça e não pensar tanto... Seria tão mais fácil para mim... Mas pronto, estou a tentar começar a sair da neura (hoje o dia não foi assim tão mau, apesar de já ter tido uma notícia menos boa). Sei que as coisas se vão resolver, de uma maneira ou de outra, mais dia menos dia... É o que acontece sempre... Só espero (não consigo evitar escrever isto!) que se resolvam da maneira que quero agora... Porque até quero assim um bocado muito... :)

Dia de Reis

Hoje é dia de Reis... Será que também lhes posso pedir uma prenda? Acabei por receber a única que pedi ao Pai Natal... com uma semanita de atraso, mas recebi! :)

Acho que vou pedir, não custa nada e não há problema se também vier com uma semana de atraso. Também não há assim tanta pressa!


How evil are you?


Oh! E eu a pensar que era má como as cobras!

quinta-feira, janeiro 05, 2006

Frase maravilha

Li esta frase num naqueles mails em cadeia (gostei especialmente de um que recebi duas vezes esta semana e que diz que se o enviarmos, recebemos, à meia-noite, um telefonema do nosso verdadeiro amor... Ainda estive para perguntar à pessoa que neste momento mais se aproxima disso, mas que ainda está muito longe, se isso iria acontecer, para saber se enviava o mail ou não, mas depois achei melhor não. :) ), que supostamente foi dita pelo Dalai Lama numa ocasião qualquer que não me lembro:

"Lembra-te que não ter tudo o que se deseja é, por vezes, um magnífico golpe de sorte"

Humm, ainda me hão-de explicar como!

As músicas da semana

Qualquer uma do albúm Takk dos Sigur Rós - por me acalmarem, darem-me uma grande paz de espírito e me colocarem nas nuvens

Music dos The Gift - por também me acalmar

3 Libras dos A Perfect Circle - pela coincidência

Rebellion (Lies) dos Arcade Fire e Two More Years dos Bloc Party - por me porem bem disposta

The Warmth dos Incubus - a recordação da semana

quarta-feira, janeiro 04, 2006

Eu hoje

Sapatinho de salto...

Carteirinha pipi...

Casaco de penas...

Quando me virem com as argolas, internem-me!

terça-feira, janeiro 03, 2006

Mãe para adpoção

Isto de ir ao cinema na altura do Natal é uma porcaria... Ontem queria ver um filme e as escolhas que tinha, além do Padre Amaro, do Macaco Gigante e um outro filme qualquer que não me lembro, eram as versões originais e as versões portuguesas do Harry Potter, das Crónicas de Narnia e do Chicken Little... O único filme que queria realmente ver, o Oliver Twist, não tem sessão à noite. Uma autêntica seca! Lá me decidi por uma comédia meio adramalhada e romântica.

Quando entrei, reparei que era a única pessoa que estava sozinha na sala, de resto eram só parzinhos... Quando comentei o facto com a minha mãe, ela disse para eu deixar estar. Ao que eu respondi: "Que remédio! Quem eu quero, não me quer!". Aí, ela começa a cantar uma música que era qualquer coisa como: "Quem eu quero, não me quer, mas quem me quer, mandei embora, o que é que faço agora?".

A minha mãe tem a mania de se lembrar de canções para tudo. No outro dia, passámos por um cartaz das presidenciais, que não me lembro se era do meu Chiquinho Louçã ou se do Jerónimo de Sousa dela, cujo slogan era "Olhos nos olhos" e lá começou a cantar uma música de uma brasileira qualquer. Sinceramente, acho que foi para desviar a conversa que estávamos a ter, pois eu estava a dizer-lhe que era fixe ela arranjar um namorado lá nas danças em que anda, mas não achou muita piada à ideia e desconversou logo. A minha mãe com um namorado!! Isso é que eu gostava de ver um dia! Ihihih!!!

Mas por causa das danças dela, já deito o Dolce Vita pelos olhos. Já não há pachorra e por muito que goste de esturrar dinheiro em roupa, já conheço as peças todas daquelas lojas, foi por isso que me arrisquei em aumentar a neura numa história romântica... Humm, já agora, alguém quer adoptar uma mãe sem carta de condução? Ela é simpática, fixe (ri-se às gargalhadas das nossas piadas secas e sem graça nenhuma), divertida (tirando quando se arma em tótó e diz piadas secas e sem graça nenhuma, mas que para ela são hilariantes e desata-se a rir), liberal (não nos chateia a cabeça por sairmos à noite, a não ser ao meu mano, porque ele chega todo bêbado, eu quando fico bêbada, não durmo em casa!). É loura, de olhos azuis, verdes ou cinzentos, dependendo da roupa que veste, e tem 52 anos. O único senão é mesmo não ter carta de condução e ter que ser levada todas as segundas-feiras a Coimbra às danças latino-americanas... Os interessados podem contactar-me através do blogue.

:)

Por que razão é que desde 19 de Setembro tudo me corre mal? Por que é que quando as coisas parecem estar a encaminhar, surge sempre qualquer coisa que estraga tudo?

Quem tem um dedinho que adivinhou a porcaria de ano que já está a ser? Tirando as primeiras horas que foram realmente boas, tem sido uma porcaria... aaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!

Eu sei, atitude, atitude...

segunda-feira, janeiro 02, 2006

A minha sugestão

A passagem de ano...

... as boas ideias antes e depois!

;)

O primeiro do ano

O primeiro dia do ano de 2006 começou bem, decorreu muito estranho e acabou muito estúpido... Mas tento acreditar que o ano vai ser tão bom como começou! (a convicção não é muita, acho que vai ser mesmo uma grande porcaria, mas estou a tentar acreditar que vai ser fantástico!) Foi um dia muito esquisito, com um misto de neura, tristeza e ansiedade... Ora estava muito bem, mas de repente ficava toda triste e quando dava por ela, estava com o nervoso miudinho, com uma vontade de sair de casa e ir não sei para onde... Detesto ter estas crises, principalmente, quando não sei quais são as razões para isso. Tento não lhes ligar muito, deixar que passem, mas tenho um grande defeito que é pensar em demasia e tentar perceber por que raio é que depois de uma passagem de ano em que me diverti, fiquei naquele estado estúpido? E quanto mais penso, menos acerto e mais ansiosa fico e apesar de estar a morrer de cansaço e com uma dor de cabeça do tamanho do Mundo, não consigo adormecer, porque tenho medo de fechar os olhos e de perder alguma coisa e que a vida me passe ao lado, mas depois chego à grande conclusão que sou uma grande tótó e que devia era estar quieta no meu canto e deitar as preocupações (ui, ui, tantas preocupações que tenho!) para trás das costas e viver a vida sem tantos pensamentos e... aaaiii!

E assim foi o meu primeiro dia do ano... Até estou com medo dos seguintes! :)