; O Blog da Coccinella: Fevereiro 2008

quarta-feira, fevereiro 27, 2008

O meu maior medo...

... é quando chegar o dia em que o meu herói não me reconheça. Que à frente dele esteja uma rapariga desconhecida e não a menina que dançava com os pés em cima dos dele.

domingo, fevereiro 24, 2008

E ontem a noite foi...

... divinal!

sábado, fevereiro 23, 2008

Baú de recordações

Etiquetas:

O congresso II

E para quem queira saber mais...

O congresso

Ontem uma das minhas colegas levantou uma questão: o que vestir? E que é uma questão importante, porque eu, Coccinella da Silva, não sou nada sem as minhas calças de ganga e sapatilhas. Tenho que ir toda pipi? Saltinhos? Mais uma preocupação! :D

quarta-feira, fevereiro 20, 2008

O meu herói

... não tem capa e espada.

O meu herói não tem super poderes.

Não tem um Batmobile nem um cavalo preto.

Não voa.

Não atravessa paredes ou deita teias de aranhas.

O meu herói tem o cabelo grisalho e é careca.

O meu herói vai buscar-me todos os dias à escola na hora do almoço.

Empresta-me a sua super máquina fotográfica durante meses.

Deixa-me levar o rádio com leitor de cd's para casa.

Trouxe-me um robe vermelho lindo da China.

É mestre na sua profissão sem ter ido além da 4ª classe.

Deixa-me adormecer no colo dele.

Brinca comigo ao "queres muito ou pouco" quando lhe peço água.

É o meu herói!

domingo, fevereiro 17, 2008

Eu, os meus ex's e... as namoradas deles

... somos todos one big happy family! Seríamos se eles se conhecessem.

Descobri que sou uma miúda muito resolvida, ao contrário do que pensava. Tinha sempre a sensação que deixava todas as minhas histórias pendentes, sempre um fio solto no novelo, que se podia desatar a qualquer momento. Mas parece que não, pois só isso explica que uma das minhas melhores amigas, neste momento, seja a namorada da minha ex-situação e que nos jantares dos amigos da Santa Terrinha passe a maioria do tempo com o meu ex e a namorada dele. É claro que o facto de ambas serem minhas amigas antes de começarem a namorar com eles também ajuda, mas, mais importante, é não sentir nada por eles e ter mantido uma óptima amizade com os dois.

É claro que também não me safo de ser olhada de lado e levar com a típica reacção: "mas como consegues?". Simples, andei para a frente com a minha vida!

Bom astral

Estou, finalmente, a atingir o meu estado zen. Não tenho tempo de respirar nem de pensar e, consequentemente, de sofrer. Tenho tanto em que me concentrar, que certas coisas ficam de lado e vão perdendo a importância. É claro, que viver só de trabalho, faz com que todas as minhas amigas tenham vidas que mais parecem novelas mexicanas enquanto a minha é um completo tédio. Mas, segundo as opiniões de ontem à noite, isto é só uma fase e um dia acordo disposta a fechar definitivamente este ciclo ou quando menos esperar, a minha vida torna-se num festival de cinema, mas tipo de Cannes, Veneza ou Berlim, assim uma coisa com qualidade.

Noite de sábado

O plano ontem era:
- cozinhar o meu jantar
- sentar-me no sofá à frente da lareira com o pc nas pernas, a ver tv
- tentar adiantar o trabalho de Empreendedorismo para o mestrado.

O que realmente aconteceu:
- cozinhar o meu jantar
- ir para Coimbra à meia-noite
- chegar a casa às 05h da manhã.

Não vale a pena fazer planos!

sábado, fevereiro 16, 2008

Pasta II

E como sou gulosa que nem uma burra, agora estou que nem posso... Aiiii!! (o problema não foi da massa, foi mesmo de ter comido de mais!)

Pasta

Estou a comer uns ravioli fantásticos de ricota e espinafres, com cogumelos, que eu fiz! (eu sou aquela pessoa que cozinha uma vez por ano no Verão para a minha mãe e o meu irmão). Se o molho não estivesse tão liquído, estaria assim 100%!

O que queres ser quando fores grande?

Já descobri o que quero ser quando for grande e casar com um jogador de futebol! ;)

terça-feira, fevereiro 12, 2008

13017

... são os dias que já vivi...

... ou como passar o tempo numa formação de Access...

Adenda (feita um dia depois): nem estou atenta à formação nem decoro o número que não é 3017, mas sim 13017, neste caso 13018!

segunda-feira, fevereiro 11, 2008

Eu, Coccinella da Silva, me confesso...

... morria de medo deste vídeo!

domingo, fevereiro 10, 2008

A fazer que estudo

Ora então vamos lá ver, mais um domingo em que devia estar a fazer pesquisa para mais um trabalho a caminho do título de mestre. E a coisa até podia estar a correr bem, porque eu até gosto de fazer pesquisas, mas quando sei sobre o que pesquisar. Agora quando tenho que pesquisar sobre as tendências mundiais e nacionais e identificar oportunidades, não só nacionais, mas internacionais, o caso muda de figura, porque não faço a mínima ideia do que o profe quer. E em vez de andar a pesquisar sobre tendências mundiais e nacionais e identificar oportunidades, não só nacionais, mas internacionais, estou a ver videos do Zé Diogo Quintela no Sapo. E por uma estranha associação de ideias, chego à noite de ontem, não por causa do Zé Diogo Quintela, apesar de também ter sido referido num dos 500 mil assuntos falados ontem, mas por causa do sapo e da Manu, que encontrou o Wally na Estação da Luz. E era aqui queria chegar, ou melhor, onde chegámos ontem depois de mais uma desorientação da praxe. Mas antes disso, ainda tivemos direito a uma visita dos Take That agarrados a um bocado de macarrão. Foi o culminar de duas semanas de recordações da adolescência com músicas, recortes, poster's e a sensação que antes tudo era muito mais fácil, apesar de sofrermos que nem desalmadas. Eram dores atrozes e problemas sem solução à vista, que agora parecem brincadeiras de crianças, como o futebol sem bola, que eu gostava muito de jogar. Embora preferisse o futebol dos recortes e dos poster's, como alguns dos que encontrei na quinta à noite. E o futebol é que foi o culpado, pois se não tivesse havido um Itália-Portugal como o de quarta, em que perdemos também como na quarta, tudo poderia ter sido diferente, para pior claro. Como naquela tarde em que deixei o Fernando às voltas, mas também aí, não sei se teria sido para melhor. Diferente seria. Talvez poderia ter sido menos toininha, mas, tal como dissemos num dos 500 mil assuntos de ontem, seria muito facilmente desviável. E é o que dá estar quase dois meses sem ver as pessoas, os assuntos acumulam-se e as palavras amontoam-se e falamos de tudo e de nada, de hoje e de ontem, mas pouco de amanhã, talvez porque tenhamos medo do que lá vem, porque não é tão fácil como as brincadeiras de crianças, como o futebol sem bola, que eu gostava muito de jogar.

Ontem, a Manu encontrou-o!

Baú de recordações




Etiquetas:

sexta-feira, fevereiro 08, 2008

quinta-feira, fevereiro 07, 2008


Vamos apostar sobre quem é mais?

terça-feira, fevereiro 05, 2008

É sempre bom...

... encontrar paixonetas da adolescência que continuam lindos!!



Esta música faz-me lembrar a pessoa em questão. É uma longa história...

segunda-feira, fevereiro 04, 2008

É oficial...

... vou participar pela primeira vez como oradora num congresso!!

Aaaaaiiiii!!

domingo, fevereiro 03, 2008

Baú de recordações

Etiquetas:

Encalhada

Ontem, a certa altura, erámos 13 no grupo... porque eu era a única sem par! Ou seja, estou oficialmente encalhada. A Jane ofereceu-se logo para ajudar, mas das duas últimas vezes em que se meteu, deu sempre para o torto, por isso, recusei amavelmente. Como não sei se será "não há duas sem três" ou "à terceira é de vez", prefiro não arriscar! :)

sexta-feira, fevereiro 01, 2008

Post com 24h de atraso

A lição da aula de ontem: quer tenha 10 minutos, meia hora ou duas horas, despacho uma apresentação em cinco minutos. Pé no acelerador e vamos em frente que atrás vem gente!

Isso e que sou burra que nem um calhau e cada vez mais me convenço que não tenho estofo para isto, porque não é só o desgaste físico, mas a minha auto-violência psicológica. Já devia ter aprendido isso em 17 anos de estudos, não?

E depois, a primeira multa de todo o sempre (ou seja, em sete anos), mas também não se pode estacionar em lado nenhum naquela faculdade, a não ser que eu queira ser roubada, esfaqueada e violada. Ontem lá calhou estacionar num sitio onde é mesmo proibido estacionar, porque há os que são, mas dá-se um jeito, tipo lei do tabaco: ai é proibido fumar, excepto se...