; O Blog da Coccinella: Abril 2012

segunda-feira, abril 30, 2012

A verdade verdadinha é que há coisas para contar. Há contrições a fazer, porque pela boca morre o peixe e bem diz a minha mãe que pagamos pelo que dizemos. Mas também ainda há um oceano de decisões e preocupações e uma melhoria de Estatística no sábado. Isso e 500 mil trabalhos e três testes-exames (se o profe de Finanças até for bonzinho) para a recta final do MBA, que está a dar uma trabalheira do caneco, mas que tem valido por tudo (e espero que por mais alguma coisa). A acrescentar a isto tudo, tenho também o trabalho que se aproxima de uma fases complicadas do ano: desfiles, feiras e eventos que tais. Por isso, e soando a desculpa, blog querido, tens ficado um pouco parado (para não dizer completamente). Mas quando tudo estiver mais assente em pedra e noutro material brilhante, ganharás nova vida. Prometo!

terça-feira, abril 17, 2012

'Cause I'm a freak...

Sempre que vou a um médico que não seja a minha hematologista ou médico da família a história é a mesma:
- nunca ouviram falar do Xagrid, o meu companheiro fiel na luta contra as plaquetas;
- querem saber tudo sobre como descobri o que tinha;
- perguntam se tinha dores ou sintomas estranhos;
- ficam escandalizados quando digo que tinha 1 100 000 e tal de plaquetas (o limite máximo normal é 400 000);
- e acabam sempre com a frase: teve muita sorte!

domingo, abril 08, 2012

A minha sugestão


quarta-feira, abril 04, 2012

Weekend

Se uma noitada já faz mossa, quanto mais duas noitadas seguidas... Sim, porque isto de fins-de-semana com saídas duplas até quase ao raiar do dia já era coisa do antigo do antigamente, porque a pessoa já não vai para nova e o corpo e a mente já não são como antes. Mas fins-de-semana não são fins-de-semana, mesmo que se tenha tido um exame na sexta e se tenha aulas no sábado o dia todo. E assim, rumamos para a noitada 1 com os coleguinhas da escola e entre bataclans e 80's e 90's se faz a noite. O corpo levanta-se às nove, mas a cabeça demora a arrancar. E o dia prossegue entre aula, trabalho e apresentação, mas o sono começa a pedir uns minutos e encostamos antes do começo da noitada 2. Jantar com coleguinhas da piscina, sofrimento pelo SLB e alá para o aniversário que se faz tarde. A noite continua no planeta do rock e acaba em ko até às duas da tarde de domingo. O resultado: muita dança, diversão, música e uma constipação. A pessoa já não vai para nova e o corpo e a mente não são como antes.

Sabedoria de sexta à noite

"A nossa vida é estudar..."
 Dr. T