; O Blog da Coccinella: Julho 2005

sexta-feira, julho 29, 2005

Isto anda difícil...

Anda mesmo difícil escrever qualquer coisinha neste meu blog e sei que anda aí muito boa gente a desesperar pelos meus "escritos". Mas o trabalho tem sido muito (principalmente depois da hora, que é quando eu escrevo) e a inspiração tem sido pouca (também não gosto de escrever uma porcaria qualquer)...

Esta semana juntei-me há nova moda da net o hi5. Ao registar-me, tive que preencher um questionário sobre o meu perfil. Uma das coisas que nos pediam era para dizer a nossa música preferida ou o(s) estilo(s) que mais gostamos. E aí apercebi-me de um algo gravíssimo: neste momento, não tenho UMA música preferida!!! Até há algum tempo, identificava-me muito com o Creep dos Radiohead, achava que tinha mesmo a ver comigo (eu sei, eu sei que era uma tótó, mas já estou em fase de mudança!), mas agora não... Não deixei de gostar da música, mas já não me identifico com as palavras... E agora estou sem música preferida, sem aquela música em que paro tudo que estou a fazer para a ouvir, aquela que toca lá bem no fundinho de nós e isso deixa-me bastante preocupada! Adoro ouvir música, passo o dia todo a ouvir música (a Antena3 é a minha única companhia no trabalho!) e não tenho uma que diga: "Esta é a minha preferida!"!!!!

Tenho montes de músicas que gosto, que me fazem lembrar muitas pessoas, episódios da minha vida, lugares, mas uma preferida não... Não me querem ajudar? Aceito sugestões...

Saudações com pintas dançarinas!

ps: estou também muito chateada porque ainda não consegui enviar os meus postais. O trabalho não me deixou ir comprar uns postalinhos bem giros! :(

sexta-feira, julho 22, 2005

É tão bom ser cusca

Isto de cuscar os blogs dos outros é muito engraçado, encontram-se sempre coisas fixes. Adoro cuscar o da Marta só para ver as criações novas, mas desta vez, o que me prendeu a atenção foi uma ideia de um amigo dela. Armei-me em curiosa e lá fui espreitar... E o que encontrei? Uma rede de troca de postais, mas não de postais electrónicos, mas de "carne e osso"... Já me inscrevi e já tenho três moradas para enviar. Faz-me lembrar os tempos dos "penfriends" (por acaso, ando com vontade de retomar o contacto com o meu amigo Leandro de Buenos Aires)...

Espreitem e inscrevam-se... É tão bom receber postalinhos na caixa de correio!

De volta!

Começo por pedir desculpa a todos os meus leitores por este silêncio de alguns dias. Sei que estão todos ansiosos por lerem as minhas lições para a "vida toda" ( ;) ), mas não tenho tido tempo... O meu trabalho tem-me impedido de escrever e, como diz o big boss, quem não trabalha não anda para a frente! Não é que neste momento não tenha trabalho, mas como já "saí" há oito minutos, mas ainda cá estou e vou ter que trabalhar das 20h às 21h (prometo que às 21h estou no portão à tua espera!), resolvi por a escrita em dia.

Não é que tenha alguma coisa de importante para dizer, mas já sentia falta deste meu espaço de "dizer" o que quero sem ninguém me interromper, mandar calar ou censurar...

Amanhã, supostamente, teria um encontro com o passado... Admito que estava ansiosa, porque já não vejo o passado há muito tempo e não falo com ele há mais tempo ainda, mas parece que anda muito ocupado! Acho que se tivesse dado para revivermos Mira96 (e com isto quero dizer que só nos lembrávamos!!), teria sido muito fixe... Foram umas férias muito engraçadas... (Já nos imaginaram os quatro outra vez???)

O antigo do antigamente era muito melhor... as situações (e não os problemas! :) ) eram ainda mais insignificantes. Olhamos para trás e apercebemo-nos que fazíamos coisas que agora são impensáveis... Bilhetinhos em carros, horários, bolas nos pés, chamar desconhecidos (mas que nos cumprimentavam com "bons dias")... Como é que eu (nós) tinha(mos) coragem de fazer isso tudo???

Ai, o antigo do antigamente...

Saudações com pintarolas saudosistas...

ps: façam coceguinhas ao meu Pinguito que ele adora!

terça-feira, julho 19, 2005

A correr...


Hoje é a correr..... ;)

Saudações com pintas com pressa...

segunda-feira, julho 18, 2005

Simples... Complicado...

Não sei se vão ficar admirados com esta minha conclusão (por ser tardia!), mas: a vida é simples, nós é que a complicamos!

Complicamos porque pensamos demasiado, analisamos muito... Temos sempre que ponderar os "ses", os "mas", os "no entanto", as vantagens e desvantagens... Fazemos listas (confesso que recentemente fiz uma para tomar uma decisão!) com todas as possibilidades, com os prós e os contras, tabelas, gráficos (a este ponto não cheguei!), etc., exagerando assim o caso e não vendo a solução, que, na maioria das vezes, está mesmo à nossa frente.

Também sei que existem situações (porque problemas somos nós que os fazemos) em que convém pensar um bocadinho (principalmente quando existe mais do que duas pessoas envolvidas), seguir a via mais racional e não a do "nosso coração" (uuuuuhhh!), mas cada vez mais me convenço que pensar muito só atrapalha. Não só para resolver os "problemas" como para viver a vida.

Desperdicei quatro meses da minha vida, devido à minha grande mania de empolar as situações e pensar demasiado (muitas vezes no que os outros pensavam). A coisa acabou por se resolver e eu já devia saber isso, só que sou muito ansiosa e stressada (mas já ando a tratar do assunto!) e, em vez de aproveitar esses quatro meses, arrastei-me por eles e arrastei os mais próximos para a falta de paciência comigo (sorry!).

Por isso, o conselho de hoje é: sorriam para a vida, que ela sorri para vocês! (acreditem que resulta e poupam muitas dores de cabeça!)

Saudações com pintas risonhas!

sexta-feira, julho 15, 2005

Só mais uma coisinha...

Espreitem o blog Poeiras (tenho um link mesmo aqui ao lado)... Tem coisas lindas...

Hoje mais vale estar calada

Eu até queria ter inspiração, mas não consigo! Estou super cansada (com muito gosto!), com sono e a antever umas horas bem chatas das 19h às 24h e qq coisa (o trabalho assim o obriga!), por isso, a inspiração não é muita... Mas eu até queria escrever qualquer coisinha para a minha vasta audiência de leitores, mas mais vale estar calada...

Ontem e hoje foi visitada por dois "vendedores" do Círculo de Leitores, o que me fez pensar em duas coisas: os homens vendedores são uns mentirosos e para se ser vendedor é mais fácil ser-se homem! Três manhãs por semana, também eu me armo em vendedora e ando por aí pelas empresas e estabelecimentos comerciais da região a vender os serviços da associação. É um trabalho chato, na maioria das vezes desmotivante (porque são mais frequentes as semanas que não se consegue um associado, dos que as que se consegue!), mas acho que se fosse homem seria mais fácil. Atentemos no exemplo dos vendedores do Círculo... Um deles fartou-se de me fazer elogios e conversa mole (escusado será dizer que me tornei sócia!)... Mas eu sei que ele não é só assim comigo, que tem a mesma conversa com todas as possíveis sócias, por isso, todos os homens vendedores são uns mentirosos! Ora eu não posso chegar a uma loja ou a uma fábrica a dizer ao responsável que lindo sorriso ele tem e pôr-me com gracinhas com ele!!!! O que me leva à segunda conclusão: para se ser vendedor é mais fácil ser-se homem!

Pronto, também podem argumentar que a maioria dos responsáveis por empresas ou lojas são homens e que eu posso lançar charme, mas eu não me considero uma pessoa muito charmosa e tenho uma timidez do tamanho do Mundo! :(

E foi a bloggada (e a reflexão) de hoje, mas mais valia estar calada...

Saudações com pintas sonolentas...

quinta-feira, julho 14, 2005

Estou para ficar!

Desenganem-se aqueles que acham que por me estar a sentir bem de novo, vou acabar com este espaço de reflexão e entretenimento! Estou a gostar da experiência de "pôr cá para fora" o que me vai na alma e não é necessário estar a sofrer, triste, de mal com a vida e à beira do suícidio para se escrever. Por acaso, não concordo muito com a mania de que só os textos "deprimidos" é que são lindos e profundos... Há muitos textos que não são escritos num estado de espírito de "dar um tiro na cabeça" que são igualmente bons, que nos fazem pensar e nos tocam lá no fundo do fundinho.

Ter este espaço dá-me a sensação que as minhas opiniões são lidas por muita gente (apesar de saber que só meia dúzia de pessoas é que leêm isto)... Mas tenho essa sensação e faz-me sentir importante e apreciada... É bom para o ego!! :)

Por isso, a blogosfera não se vai ver livre de mim tão cedo! AhAhAhAhAh!!!!

Saudações com pintinhas lindas e pequeninas!

quarta-feira, julho 13, 2005

Vai ficar tudo bem...






Vai ficar tudo bem
Isso eu sei
Vai ficar tudo bem
Isso eu sei
quando o sol
Se juntar ao mar
E te voltara beijar
Só mais uma vez,
só mais uma vez
Só mais uma vez,
só mais esta vez
Xutos e Pontapés

Socorro-me mais uma vez a uma letra dos Xutos para começar... No momento em que escrevo isto, é esta a sensação que tenho... Que vai ficar tudo bem! Eu farei por isso. Não estarei a fazer um grande esforço ou sacrificio, porque é isso mesmo que eu quero. Que fique tudo bem!

Sinto-me outra... Vou ser outra... Sou outra... Melhor... Calma... Paz...

Estou de bem com a vida!

Saudações com muitas pintinhas saltitantes!

terça-feira, julho 12, 2005

"Diário de Sofia"...

"O Diário de Sofia"... Não sei o que vestir hoje: as calças azuis ou a saia verde para sair com o Joaquim. Se quiseres que vista as calças azuis, liga para o 3456789, se preferires a saia, liga para o 9876543...

Era tão bom que a vida fosse como o "Diário de Sofia", em que pudessemos dar aos outros a responsabilidade de tomarem as grandes decisões por nós e que as grandes decisões da vida passassem por saber se fico a dormir de manhã ou vou ao jogo do Joca!!!

Estou com um grande dilema e com uma decisão de uma vida em mãos e tenho a sensação que o que quer que decida, EU é que vou ficar sempre a perder... E é disso que tenho medo: de perder para sempre a melhor coisa que já tive na vida. Mas se abrir mão agora do que eu quero, tenho receio que desapareça de vez... Mas também não me posso agarrar a um ramo tão frágil durante muito tempo. Não tenho estrutura para passar o que já passei e, pior ainda, para no fim, estatelar-me no chão, sem hipótese nenhuma da recuperar...

"Diário de Sofia"... Hoje não sei se vou ao concerto ou fico em casa com a minha mãe...

Saudações pintalgadas... com muita indecisão e um aperto no coração...

segunda-feira, julho 11, 2005

Ai destino, ai destino

Ok, eu não estou apanhada e acho que devo uma explicação sobre a minha recente fixação pelo destino...

Sinceramente, não sei se acredito que a vida já esteja pré-definida por alguém ou algo, porque isso quer dizer que eu não tenho poder de decisão e de influência no rumo que a minha vida leva. No entanto, acho engraçado as voltas que o mundo dá e como as pessoas se acabam por encontrar passado tanto tempo. Será que essas pessoas estavam predestinadas para ficar juntas ou estavam no lugar certo, há hora certa e o encontro deu-se? Se se tivessem atrasado ou adormecido (como aconteceu com o Chocolate e, por sorte, não entrou no comboio do costume!) ou qualquer coisa do género, estariam juntas? Os desencontros também são fruto do destino?

São perguntas às quais nunca iremos ter resposta (há certas demandas que estão condenadas à partida, mas ainda existem pessoas que gostam de correr atrás do impossível e do que não existe!).

Neste momento não posso acreditar no destino, não posso agarrar-me a uma hipótese tão ténue e que foge completamente ao meu controlo... A minha vida depende das minhas escolhas (e, infelizmente, das escolhas dos outros!)... E agora escolho esquecer e andar para a frente!

Alguém, algures, disse-me recentemente que se algo estiver destinado a acontecer, acontecerá... Só espero que o destino não se resolva tarde de mais, porque ao contrário de um certo alguém, não quero tentar sentir o impossível...

Saudações vermelhas e pretas!

sábado, julho 09, 2005

Músicas que espelham a alma (tb tenho direito a tiradas filosóficas que são bem mais profundas que: "Volta Miguel, que eu é que trato do teu futuro"!)

"Se gosto de ti
se gostas de mim
se isto não chega
tens o mundo ao contrário"

Xutos e Pontapés


"Agora, embora, tudo passou
ele endoideceu e logo me largou
sem preconceito, andar à deriva
Eu andava só e não tinha mais saída
Agora, meu irmão pensa um bocado
Como passarias se estivesses neste caso?
Entre duas paredes num lugar estreito,
é como querer nadar sem ter o braço direito"
Da Weasel


Estas duas letras espelham bem o que ando a sentir nestes últimos dias... Incompreensão pela maneira de ver e viver a vida de alguém e a falta, que quase parece de um bocado de mim, que sinto desse mesmo alguém.
Sei que um dia isto tudo vai passar... Não é a primeira vez que a vida me prega uma partida destas, mas neste caso as circunstâncias e os afectos são bem diferentes... Nada que o tempo e o destino não curem...

Ando com dois entusiasmos novos... Um por culpa do meu Bicho Feio, que está em terras de Sua Majestade... Apesar de toda a gente tremer dos pés à cabeça quando lhes falo dos meus planos, estou a pensar seriamente em visitar o Big Ben. Não tenho medo que algum maluquinho da cabeça e em nome de um deus qualquer se lembre de mandar pelos ares um autocarro, um comboio ou um metro. Assim, não saía da cama com receio que algo me acontecesse. E mesmo na cama posso sofrer sempre alguma coisa, se cair dela abaixo!!! Se estiver destinado acontecer, acontece.

Saudações pintalgadas (já gostas mais assim Popcorn?)

ps: o segundo entusiasmo é segredo e surpresa.... ;)

sexta-feira, julho 08, 2005

Abertura Oficial


Esta é que é a abertura oficial do meu blog. Também não tenho direito à presença de membros do Governo e nem o Fernando Mendes me salva (é claro que embaixador por embaixador, prefiro o Deza9!).
Espero que gostem deste simples e humilde bloguito, que seja um companheiro nos bons e nos maus momentos, que aprendam alguma coisa, que cresçamos juntos e que... ok, ok, eu calo-me! Mas ando a ficar contagiada com as tiradas filosóficas que ando a ouvir ultimamente... É o destino...
Começa aqui a minha caminhada pela blogosfera e pelas bloggadas.

Saudações com muitas pintas!

A primeira vez...

Apesar de a moda dos blogs já ter começado há muito, muito tempo atrás, decidi criar um blog meu... Não é que tenha coisas muito interessantes para partilhar com o mundo, mas influenciada por um blog amigo e estando a passar uma fase menos boa, achei que era uma óptima terapia.

Estão todos à vontade para filosofar, opinar, elucidar, argumentar, refutar ou só mesmo bloggar! :)

Saudações com muitas pintas!