; O Blog da Coccinella: Outubro 2005

segunda-feira, outubro 31, 2005

Sonhos

No dia em que ouvi que os Take That podem juntar-se para fazerem um concerto de comemoração dos 10 anos de separação (o normal é comemorar o começo e não o fim, mas...), sonhei que o Robbie Williams tinha vindo dar um concerto em Anadia, num... supermercado! É só mais um sonho para se juntar a minha longa lista de sonhos estúpidos e bizarros... Pelo menos, não sonhei com aquela casa horrível que, volta e meia, assombra o meu sono reparador... ou que ando a fugir de um assassino...

ps: confesso que gostava de ir ao concerto... Eles foram dos meus grandes ídolos da adolescência!!!!

As palavras-chave...

... elencar, dinamizar, proactivo, reactivo, mote mobilizador, agilizar, auscultar, tabela, globalização, ferramenta, sinergias, extravasar, alavancar...

Confesso que já começo a ficar contagiada com o léxico utilizado pelas altas chefias do meu trabalho... Ai, ai! Começa a ser preocupante... :)

domingo, outubro 30, 2005



fox.
You are the fox.


Saint Exupery's 'The Little Prince' Quiz.
brought to you by Quizilla

Eu, eu, eu...

Juro que, às vezes, só me apetece dar um par de estalos a mim própria para acordar para a vida! Continuo a acreditar na bondade das pessoas, na amizade verdadeira, nessas tretas... Mas pronto, nada que não comece a aprender a superar e a dar a volta por cima. Sim, porque se me deixar ficar, será pior. Tenho que deixar de ter vergonha, de ter medo... Ok, quem ler isto também não vai perceber outra vez, mas estou numa de ser egoísta, de pensar em mim e não nos outros... Apetece-me!

ps: ontem lá safei-me de discursar! ooooooohhhhhhhhhh! que pena! ;)

sábado, outubro 29, 2005

Ter calma, ter calma, ter calma, ter calma, ter calma...

Eu até já tinha pensado no que ia escrever, mas assim não dá! Eu sei, eu sei que tenho que ter calma, deixar a vida correr o seu rumo, mas tenho medo que já comece a ser tarde demais... e depois com a sorte que tive esta semana, começo a ficar toda presunçosa e a pensar que também isto vai acabar bem... Ok, quem ler isto não vai perceber nada, mas também não interessa... Está a apetecer-me ser egoísta! (acho que de vez em quando não faz mal!) Respirar fundo, fechar os olhos, não pensar, relaxar e ter calma...

ps: podem ficar descansados que não estou a ficar maluquinha. Já tive a confirmação de um especialista de que não sofro de nenhuma psicopatologia.

ps2: é tão bom já poder ouvir isto sem ficar "depre"!

sexta-feira, outubro 28, 2005

Estou de raaaaaaasssstooooooossssssss... Já nem consigo pensar... Não me lembro de uma semana assim... Sono molto stanca!!!

Mas tenho que confessar que, apesar de tudo, foi uma boa semana...

quarta-feira, outubro 26, 2005

O dia seguinte

Já mais calma, a apanhar os caquinhos do ego para os colar, outra vez mais confiante e com a certeza de que há certas pessoas pelas quais não vale a pena chatearmo-nos!

E a começar a ficar seriamente farta destas crises adolescentes sem sentido...

Bah!

terça-feira, outubro 25, 2005

E já se foi o resto do ego...

Outra vez lá bem no fundo!

E lá se está a ir o meu ego...

É incrível a habilidade de certas pessoas de nos porem mal dispostas sempre que falamos com elas! Foi a conclusão ideal para um dia em cheio!

segunda-feira, outubro 24, 2005

O fim-de-semana...

... a lei de Murphy, a imortalidade da alma e Deus!

;)

O pior de ser gaja...

... é ter milhentas bolsas e andar sempre a mudar tudo de um lado para o outro. É claro que se acaba por deixar alguma coisa esquecida. E andava esta tótó há montes de tempo à procura da sua pen que tinha desaparecido misteriosamente, quando a encontra na bolsa onde nunca era suposto ter estado!

Gajas!!!!

sexta-feira, outubro 21, 2005

Boas notícias, más notícias

Ultimamente, tenho pedido à vida para me dar boas notícias... Não peço nada em particular, só uma coisa boa de vez em quando. E na quarta-feira, parecia que o meu pedido tinha sido atendido. Disseram-me que não tinha que ficar até ao fim de um jantar do trabalho no dia 29. Fiquei toda contente, pois assim poderia ir com a minha P. ver o grupo português do momento a Coimbra... Poderia, porque já não posso mais... Ontem, nova reunião de trabalho, desta vez com o chefe, que teve duas ideias brilhantes: alguém tem que fazer um apanhado das opiniões dos senhores e senhoras que vão ao jantar e que não deveria ser ler a falar sobre um nossos dos projectos... E a quem é que calhou a "batata quente" dos dois??? A mim, claro! A primeira, porque "sou" jornalista e, supostamente (porque não é verdade, até sou mais parecida com uma lesma), escrevo rápido. A segunda, porque sou eu que estou a elaborar o projecto... e isto até tem lógica, mas o que me ASSUSTA é ter que falar em PÚBLICO!!!! Não vai ser muito tempo, no máximo uns cinco minutos, mas vão ser cinco looooongoooos minutos...

Quem me conhece sabe que sou super tímida, praticamente incapaz de intervir quando estou em grupo e que esses cinco minutos vão ser uma dura prova para mim... Mas tenho que estar confiante e com atitude!

A única vez em que falei em público completamente sozinha foi na apresentação de um trabalho da Universidade... Cheguei, falei, expliquei... e só no fim, quando a profe me disse, é que reparei que mal pisei o estrado, arregacei as mangas! Ela disse que ficou muito impressionada com isso, que eu parecia muito decidida... Eu só pensava que tinha sido completamente inconsciente e que tinha sido muito mau... Pelo sim, pelo não, vou levar manga curta para os dois jantares!

quinta-feira, outubro 20, 2005

Chuva


"Está dia de chuva,
dia de chuva...
Está chover lá fora
e não posso ir brincar..."

Sinto-me cinzenta como o tempo...

Sei que tenho que ter ATITUDE... Atitude... atitud... atit... Pelo menos, estou a tentar.

quarta-feira, outubro 19, 2005

At last!

E, finalmente, chegou o dia 19!

terça-feira, outubro 18, 2005

Ando muito desiludida... com tudo! Comigo, com a vida, com as pessoas... Acho que espero de mais de mim, da vida, das pessoas e depois quando as coisas não correm bem, a desilusão é maior.

Já me consigo manter mais que um dia seguido sem querer acabar com tudo, com algum optimismo, mas, quando parece que vou entrar nos eixos, logo acontece alguma coisa para me reduzir à minha insignificância.

É assim que me sinto... insignificante. Como se a vida me estivesse a passar ao lado. Todos a aproveitam e gozam e eu vejo-a passar.

O que quis tanto há uns meses atrás, parece-me agora um presente envenenado, como se a vida me quissesse dizer: "Isto é o que tu mereces! Não esperes por mais, porque não tens direito!"

domingo, outubro 16, 2005

Avé Nuno!

Não resisto... Sei que demorámos a quebrar o "enguiço" e essas coisas todas, mas a verdade é que ganhámos! E como está no site do Glorioso: "Avé Nuno!"


Pode só saber colocar a cabeça e pézinho, mas ninguém o faz como ele! :)

sexta-feira, outubro 14, 2005

Também quero um rio de chocolate

Ontem "falei" sobre o meu filme preferido de todos os tempos, hoje vou falar do meu realizador preferido de todos os tempos! :) E claro, porque fui ver o último filme dele... Estou a "falar" do genial Tim Burton. Adoro os filmes dele, tento não perder nenhum e se tem o Johnny Deep à mistura, então, é que não perco mesmo. E só mesmo o Johnny Deep para encarnar a personagem de Willy Wonka.

Gostei muito do filme e fiquei a sonhar em ter um dia um rio de chocolate, que nesta altura de carências afectivas me fazia tanto jeito. :)

Aconselho este filme a todos os amantes de chocolate, a todos os que gostam da dupla Burton/Deep e a todos em geral! :)


Ps: Os umpa-lumpas são fantásticos!

quinta-feira, outubro 13, 2005

Cinema e lágrimas

No outro dia, durante uma conversa com dois amigos, veio à baila o tema de chorar no cinema. Apesar de andar muito choramingas (antes dos 17 anos era muito raro chorar...), a verdade é que não me emociono muito no cinema ou a ver filmes. Mas como toda a boa regra tem uma excepção, há um filme que, por mais vezes que veja, no final, lá se soltam as lágrimas...

É o meu filme preferido de todos os tempos e tem uma sequência final fabulosa. Descobri agora que há uma versão mais "comprida" (que eu tenho a sensação que vi há alguns anos, mas da qual não me lembro muito bem), que tenho que conseguir arranjar.


"Alfredo: Living here day by day, you think it's the center of the world. You believe nothing will ever change. Then you leave: a year, two years. When you come back, everything's changed. The thread's broken. What you came to find isn't there. What was yours is gone. You have to go away for a long time... many years... before you can come back and find your people. The land where you were born. But now, no. It's not possible. Right now you're blinder than I am.

Salvatore: Who said that? Gary Cooper? James Stewart? Henry Fonda? Eh?

Alfredo: No, Toto. Nobody said it. This time it's all me. Life isn't like in the movies. Life... is much harder!"

Tentei encontrar na versão original, mas não consegui e é um bocado demais para eu traduzir. Fica prometido que irei ver o filme e escrever em italiano!

PS: A música também é magnífica!

Bloguices

Encontrei este blog nas minhas viagens errantes pela blogosfera e fiquei boquiaberta. Primeiro, pelo conteúdo e depois pela forma como escrevem. Admito que também uso abreviaturas, mas existem algumas que acho que são dispensáveis e até rídiculas e totalmente incompreensíveis, como trocar "esses" por "xis" em algumas situações. Atentem no exemplo: "digam la k n xao xuper fofox?xao a kara um do outo!tal pai tal filho fikam tão kridox knd extao axim a dormir....parexem unx anjinhox". Sem comentários!

Podemos tirar férias do trabalho, da família, dos amigos, só não podemos tirar férias de nós mesmos... E como me apetecia!

Devia ser proibido termos sonhos "maus", que nos fazem ficar piores do que já estamos...

quarta-feira, outubro 12, 2005

Eu "pertenço" a Roma...


You Belong in Rome



You're a big city girl with a small town heart

Which is why you're attracted to the romance of Rome

Strolling down picture perfect streets, cappuccino in hand

And gorgeous Italian men - could life get any better?


What City Do You Belong in? Take This Quiz :-)




Este teste devia ter dado outro resultado, pois assim fico com mais saudades da minha Itália...

terça-feira, outubro 11, 2005

Futebolices...



Se isto acontecesse há dez anos atrás, tinha(mos) ficado toda(s) doida(s)... :)

Coincidências

Aconteceu-me há minutos a coincidência das coincidências (ok, também não foi ASSIM tanto!). Ia a entrar no carro e a cantarolar uma música, ligo o rádio... e estava a dar essa música! :)


Quando acordei hoje, tentei forçar um sorriso para a vida... Não saiu muito natural, mas consegui levantar um bocado os cantos dos lábios. Já é um começo de reacção...

PS: A música era "Nothing New" dos Wonderland, uma canção bem "depre", mas que com a coincidência conseguiu colocar-me um sorriso nos lábios.

segunda-feira, outubro 10, 2005

Ainda as eleições...

Até ontem à noite, pensava que os norte-americanos eram o povo mais estúpido e burro à face da terra, porque só um povo assim pôde eleger o George W. Bush para um segundo mandato, mas estava enganada... Parece que há portugueses ainda mais estúpidos e burros que os norte-americanos. Só assim se compreende alguns resultados nas eleições de ontem.

Digam-me como é possível que uma mulher que fugiu da justiça, porque coitadinha não podia ser presa, foi eleita para o cargo, onde alegadamente desviou dinheiro??? Confesso que o caso da Fatinha me intriga mais e me irrita mais que o do Major ou o do Isaltino. Acordem para a vida!!! A mulher fugiu!!! Esteve dois anos no Brasil!!! Como é possível????

Ando a arrastar-me e até um caracol tem mais convicção que eu...

Depois ligo a televisão, abro os jornais e vejo pessoas que estão bem piores que eu... Mas não consigo relativizar os meus problemas. Infelizmente, faço parte da esmagadora maioria de seres humanos que são egoístas e que pensam que os seus problemas são os maiores do Mundo e que estão sempre piores que o vizinho do lado.

sábado, outubro 08, 2005

A Guidinha Rebelo Pinto

Confesso que li o primeiro livro dela e confesso que detestei! Achei a escrita arrogante, meio "nariz empinado" e não tive curiosidade para ler os outros, apesar de todo o sucesso. Agora sei que se li o primeiro, li todos os outros...

Comprovem aqui!

PS: A minha preferida é a "hemodiálise emocional"!

sexta-feira, outubro 07, 2005

Quando não se tem nada de jeito para dizer, o melhor é ficar calada, não é?

Eleições

Este post é só mesmo para apelar ao voto no domingo. Confesso que ainda não sei em que vou votar (indecisa entre o que é melhor e o voto nos pápás que fazem parte da lista dos 'comunos... comunos...', mas devo votar em consciência), mas quero ir votar. Não porque queira um dia candidatar-me à Presidência da República, pois já não posso, mas porque depois não tenho moral nenhum para dizer "ah! e tal... Anadia não anda para a frente e não tem nada de jeito!". Acho que se temos a oportunidade de votar, de mostrar a nossa opinião devemos fazê-lo. Não votei duas vezes, porque não me encontrava em Anadia (primeiro fora do país e depois na capital do país). Domingo vou fazê-lo e apelo que também o façam! Até porque, desta vez, não há desculpas com o futebol e com a praia...

Sem vontade para nada...

quinta-feira, outubro 06, 2005

Depois da tempestade, a mudança.

Pelo menos, isto tudo vai servir para alguma coisa... Ontem, durante a tempestade, estive a pensar na minha vida. No que quero e no que não quero para mim e em mim... Tomei decisões, pedi conselhos...

Mais ou menos confiante que vai tudo correr bem!

quarta-feira, outubro 05, 2005

Não estou nos meus dias... Estou a atravessar uma crise existencial meio adolescente... Estou chateada comigo, farta de mim... E farta de estar chateada comigo e de estar farta de mim... Farta de sentir pena de mim própria, mas completamente danada por não conseguir mudar algumas coisas em mim... "Quem gosta, gosta, quem não gosta, gostasse", não pega comigo, não nesta altura. Queria ser diferente!

Só me apetece gritar! Deitar cá para fora todos os problemas, para eles irem embora. Quero parar de chorar, feita uma adolescente, quero ser mais forte... Quero ser diferente! Diferente do que sou, do que fui e do que vou continuar a ser... Ter mais confiança em mim, naquilo que sou capaz de fazer... Ser capaz de fazer aquilo que quero... Quero tirar umas férias de mim mesma. Deixar para trás esta pessoal sem sal durante uns dias. Vestir uma personalidade diferente. Quero parar de chorar e não consigo... Não gosto de mim como sou, mas não sei se terei forças para mudar.

Vejo neste momento que só tomei decisões erradas na minha vida... Só fui por onde não devia ter ido... Só fiz o que não devia ter feito... Que não soube mudar... Que fiquei sempre na mesma... Sem sal, pimenta ou açúcar...

Amanhã é outro dia... Mas não sei se tenho forças para o melhorar.

terça-feira, outubro 04, 2005

La,la,la...

O que é que nos leva a considerar uma música como a nossa música preferida? Quais as razões que consideramos para dizer: "gosto desta!"? Pessoalmente, começo pela melodia... Se me agradar, entra para a lista, se não, não perco tempo... Depois, se a música me agradar de facto, procuro a letra para a saber cantarolar (o meu inglês não é óptimo e não consigo tirar a maioria das letras só por ouvir!), mas, confesso, que não me debruço muito sobre ela. Isto é, não faço uma análise à letra para saber o que é que ela quer dizer (acho que se o fizesse, metade das músicas me iriam soar a lamechice e já não gostaria delas).

Depois há aquelas que gosto logo e que depois passam e passam e repassam na rádio e fico tão farta delas que deixo de gostar. E há aquelas que ao príncipio não gosto, mas depois ouço e ouço e acabam por entrar e gostar. Há também aquelas que normalmente não fariam parte da tua lista, mas tu ouves num certo momento e ficam com significado e acabas por gostar...

Mas a questão ainda permanece, porque gosto de uma e não de outra? O que faz com que goste mais daquela do que da outra? Será que há algum estudo científico que mostre quais são as melodias que resultam mais e as que resultam menos?

....

Estou completamente "rota"... Depois de cinco meses de interregno, ontem voltei ao ginásio. Conclusão: estou que nem posso dos braços e das pernas! Mas sabe tão bem chegar a casa com aquele cansaço do ginásio... E vai saber melhor ainda quando so resultados começarem a aparecer (apesar de já andar a boiar nas calças, mas os "piercings" nos dentes não me deixam comer)... Depois do combat e do balance, agora ando no bodypump. O primeiro é mais mexido, o segundo mais relaxante e o terceiro é mais barras e pesos! :)

...

E amanhã é feriado, por isso, hoje... borga! Vou ter com a minha P. (que tem sido a minha companhia e o meu anjo protector, apesar de me ter deixado "falar" uma asneira no sábado à noite, mas já me proibiu de voltar a repetir!) a Coimbra. Não gosto de fazer grandes planos, porque quando os faço, correm sempre mal! Quando me quero divertir à grande, isso não acontece e quando não estou à espera, diverto-me montes.

Creep

Ouvi esta música hoje de manhã e lembrei-me o quanto me identifiquei com ela... Existem mesmo dois versos que repito mentalmente em muitas situações da minha vida...


"When you were here before
Couldn't look you in the eye
You're just like an angel
Your skin makes me cry
You float like a feather
In a beautiful world
And I wish I was special
You're so fuckin' special

But I'm a creep, I'm a weirdo.
What the hell am I doing here?
I don't belong here.

I don't care if it hurts
I want to have control
I want a perfect body
I want a perfect soul
I want you to notice
When I'm not around
You're so fuckin' special
I wish I was special

But I'm a creep, I'm a weirdo.
What the hell am I doing here?
I don't belong here.

She's running out again,
She's running out
She's run run run running out...

Whatever makes you happy
Whatever you want
You're so fuckin' special
I wish I was special...

But I'm a creep, I'm a weirdo,
What the hell am I doing here?
I don't belong here.
I don't belong here."

Creep - Radiohead

Futebolices...




E ninguém se fica a rir... :)

segunda-feira, outubro 03, 2005

Your Personality Is

Idealist (NF)


You are a passionate, caring, and unique person.
You are good at expressing yourself and sharing your ideals.

You are the most compassionate of all types and connect with others easily.
Your heart tends to rule you. You can't make decisions without considering feelings.

You seek out other empathetic people to befriend.
Truth and authenticity matters in your friendships.

In love, you give everything you have to relationships. You fall in love easily.

At work, you crave personal expression and meaning in your career.

With others, you communicate well. You can spend all night talking with someone.

As far as your looks go, you've likely taken the time to develop your own personal style.

On weekends, you like to be with others. Charity work is also a favorite pastime of yours.



Quase tudo certo... Só existem alguns pontos que colidem com a minha timidez natural e incorrigível!

"Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão, perder com classe e viver com ousadia. Pois o triunfo pertence a quem se atreve e a vida é muito bela para ser insignificante".

Charles Chaplin

domingo, outubro 02, 2005

It´s completely over...

But it hurts so much...

Com a cabeça a doer...

Não sei o que vai sair hoje daqui... Ontem a noite foi longa e dura (mas extremamente divertida) e isto hoje não anda nada bem (parece que tenho um martelo no lado direito da minha cabeça que não pára de bater)...

Na sexta-feira, chateie-me... comigo mesma. Sou uma tótó e só meto a pata na poça, mas... No entanto, deu para (re)descobrir o poder terapêutico da família. Já estava decidida a chatear alguém para me aturar a neura, mas a minha mãe deu a volta à coisa e fiquei bem. Fiquei por casa e acabei por adormecer às 23h30... malditos comprimidos! (mas ontem não fizeram efeito... :) )

E foi na sessão de recuperação emocional com a minha mãe que nos pussemos a considerar expressões que utilizamos e que não fazem sentido. Tudo começou com o "não decidir". Uma pessoa não decide! Ao não decidir já está a decidir, certo? Decide que não quer decidir, por isso não existem não decisões, porque isso já é uma decisão... E a expressão: "Eu nunca digo nunca!"... Ao dizerem isso, já estão a dizer nunca. Eu costumo dizer que não digo nunca, porque nunca dizer nunca é já estar a dizer nunca! Mas a melhor, veio da minha mãe e é sobre o presente... ou seja, o presente não existe, porque quando dizemos agora... já passou, já é passado! O agora já lá vai há uns segundos atrás. O passado e o futuro tem razão de ser, mas o presente torna-se rapidamente passado. Agora... já passou!


...


Somos menos um em casa durante a semana. O meu mano foi hoje para o Porto. Ia tão tristinho... Tem a sorte de ter uns pais que vão possibilitar que estude o que quer, mas também compreendo aquilo por que está a passar. Deu-me um aperto no coração. Pegamo-nos (ainda) muitas vezes, mas adoro aquele puto! Lembro-me que quando vim de Itália era de quem mais tinha saudades. E agora vai ser difícil... Com quem é que eu vou brincar, desabafar e mesmo chatear?