; O Blog da Coccinella: Junho 2008

domingo, junho 29, 2008

Euro - fim

Finalmente ganhou quem eu queria! ;)





sexta-feira, junho 27, 2008

Baú de recordações


Etiquetas:

quinta-feira, junho 26, 2008

Euro III

Acho que a estratégia de não me aproximar mais de dois segundos de uma tv deu resultado e pela primeira vez desde a fase de grupos que venceu quem eu queria. É claro que ter uma treta de uma sessão de esclarecimentos sobre ZI's no trabalho também ajudou.

A ver vamos como será no domingo... Acho que o louro platinado vai estragar a festa... Como sempre...

terça-feira, junho 24, 2008

Cheguei à conclusão que sou péssima a concluir seja o que for!

domingo, junho 22, 2008

Euro II

Depois da Holanda e se a Itália for de vela, vou torcer por quem?

Acho que deviam voltar a fazer as Marés Vivas.

Tinha saudades...

... de fins-de-semana com duas noites.

Fui picar o ponto à feira da santa terrinha.

Fui às fogueiras de S. João a Coimbra.

Fui à private party dançar até cair para o lado.

Porque os meus amigos são uns pelintras!

Em mudanças

Encontrei a Bíblia no meio de livros comunistas...

sexta-feira, junho 20, 2008

Euro

Nunca gostei dos alemães.
Não gosto daquele louro platinado.
E com o Ricardo tem dias.

E agora voltamos à vida de todos os dias e torcemos (eu, pelo menos) pela Itália.

Menos de 24h para a inauguração xpto

Convites - X
Press release - X
Confirmações - X
VIP's - X
Comunicação Social - X
Press Kit - X
Protocolos - X
Placa - X

Vestido - X
Sandálias - X
Manicure e pedicure - X
Depilação - X
Cabelo - X

Venha lá a inauguração!

terça-feira, junho 17, 2008



Ponham-me dinheiro na conta, juntem inauguração xpto na associação e o resultado são três horas de shopping, em que só se resolvem as coisas nos últimos 30 minutos e saímos de lá com isto (e com umas sandálias)...

Amanhã é o round dois das compras.

sexta-feira, junho 13, 2008

Santos Pop

Ontem, estive a ver um bocado das marchas populares em Lisboa e lembrei-me dos meus tempos de marchante. Sim, eu, Coccinella da Silva, tenho um passado obscuro de balão na mão e anca a abanar. Pois, então, lembrei-me dos tempos em que andava nas marchas e acho muito mal que agora não levem balões, porque o melhor de tudo era ver quando começavam a arder e lá vinha alguém todo aflito apagar o dito e trocá-lo. Isso e as saias de cores berrantes e as blusas (cujo modelito era sempre igual) de folhos e os gelados depois dos ensaios.

Geladooooooooooooooosssssssssssssssss! E lá íamos nós todos a correr rua abaixo até ao café.

(Mais uma) Dúvida existencial...

... por que raio é que estou com uma música estúpida dos Delfins na cabeça há mais de duas horas?

Toda a gente sabe que te amo
Toda a gente sabe (qualquer coisa que eu não me lembro)
Toda a gente sabe que te amo
Menos tu

quarta-feira, junho 11, 2008

Dúvida existencial...

... qual é o hino oficial do Euro?

domingo, junho 08, 2008

Baú de recordações

Etiquetas:

Portugal-Turquia


Gostei de ver o Pepe a cantar o hino e a marcar um golo.
Gostei do Moutinho e do Bosingwa.
Gostei das pernas do Nani.
Gostei de dois turcos.
Gostei dos comentários do Rui Costa (uma das melhores vozes e o melhor lábio inferior do futebol).

O melhor de...

... sair na santa terrinha é que vejo sempre gente que já não via há 500 mil anos atrás: ódios antigos, ex-sex symbols que agora estão gordos e primos e mais primos.

sexta-feira, junho 06, 2008

Mais RiR

Estou triste por não ter chegado a tempo de ver os Muse na tv e estou a aborrecer-me de morte com os Offspring e cheguei à conclusão que já não sei a letra de nenhuma das músicas... Azarecos!

quarta-feira, junho 04, 2008

Em certas e determinadas coisas sou presunçosa, pretensiosa e muito convencida. E depois é construir castelos no ar e viajar na maionese... Até que a bolha rebenta e caio estatelada no chão... Mas há logo novos castelos a formarem-se.

É só mais um capítulo da vida da Coccinella da Silva.

segunda-feira, junho 02, 2008

Uf! Não repararam!

Gonna live while I'm alive, I'll sleep when I'm dead




domingo, junho 01, 2008

I'm feelin' like a Monday but someday I'll be Saturday night

Então, como explicar o inexplicável de ontem à noite?

Começo pela companhia, que foi a que tinha que ser. Com mais, estragava. Sem ela, nunca seria a mesma coisa. Tinhamos que ir as duas, sozinhas, quase em catarse e como se fossemos lavar a alma e o espírito de tudo.

Ele, bem, para ele só duas palavras: lin-do! :)

Os outros, bons, claro.

O melhor: You give love a bad name, I'll sleep when I'm dead, It's my life, Livin' on a prayer, In these arms, Born to be my baby, Runaway.

O ainda melhor que isso: Always ou como uma música com a qual dramatizámos muito se transforma num momento feliz.

O ai-que-me-vão-estragar-a-música-mas-vá-lá-que-afinal-nem-foi-assim-tão-mau: I'll be there for you cantada pelo Richie Sambora.

A grande ausência da noite: Bed of roses.

E assim se concretizou um sonho. :)

As fotos vêm amanhã.