; O Blog da Coccinella

segunda-feira, Novembro 19, 2012

Weekend@Viseu

Se o fim-de-semana se fosse pautar pela sexta-feira até às 16h, acho que teria tomado uns bons comprimidos para dormir e só me levantava da cama hoje de manhã. Mas felizmente, todas as tretas e contratempos e coisas aconteceram até às 16h de sexta-feira.

A viagem até Viseu decorreu ao som do Governo Sombra (programa que já é obrigatório ouvir à sexta) e dos planos para o dia C. Jantarinho com a sogrinha e vamos lá tentar ver a segunda parte do SLB. Entre voltas e revoltas para encontrar um cafézinho com um mesa para nós, lá começou a noite super espectacular, como há muito não tínhamos entre cervejas, planos, ideias, batatas fritas, chocolate quente, música, danças sem preconceitos, ovos mexidos e um anel: my precious!

O resto do fim-de-semana passou-se entre lareiras, MCDonalds e muita comida (credo, como como em Viseu!).

quinta-feira, Novembro 01, 2012

Ontem foi assim...

Lindo...

segunda-feira, Outubro 29, 2012

O estranho caso de Javier Bardem

O Javier Bardem não é um lindo-lindo, mas, dependendo da caracterização, pode tornar-se num feio-feio.

sábado, Outubro 27, 2012

Dever cívico

Ontem cumpri o meu dever cívico pela primeira vez: votei nas eleições do Benfica! :)

E é tão bom...

... quando as pessoas começam a dizer: "Estás mais magra!"

Venham de lá mais caminhadas, mais abdominais e menos "enfardanço".

segunda-feira, Outubro 22, 2012

321 dias

Faltam 321 dias para o dia do C(asório) e já temos:
- quinta marcada;
- banda marcada;
- DJ quase marcado

E um vestido de noiva que não me sai da cabeça...

Isto de ir só ver as modas e experimentar só para ver e sem compromissos e só para saber o que se quer e o que não se quer, seria tudo muito bonito, se não nos aparecesse um vestido super espectacular, mesmo o nosso estilo, que não é um vestido tradicional, mas que é caro como tudo... Damn!

domingo, Outubro 07, 2012

Recordar é viver

Estou a ver o Barcelona-Real Madrid e as memórias de tempos idos fizeram uma visita. Memórias de ver o Real Madrid (o Michael Laudrup) depois do almoço na SIC. Memórias de ver o Real Madrid (o Seedorf) ao final da tarde na TVI.

quarta-feira, Outubro 03, 2012

Vidrinho de cheiro...

... ou florzinha de estufa ou mariquinhas ou como me quiserem chamar, mas é o que eu sou.

Algures nos anos 90, o Juca Pirama e a Marlene foram assinados e eu não dormi a noite toda, porque quando fechava os olhos, só via a imagem deles a caírem mortos. A partir daí, não havia mais filme de terror, cena de mortes ou o que quer que fosse depois das dez da noite.

Mas depois cresci e achei que já não era assim tão susceptível. Se consegui ver o American Horror Story sem nunca sonhar com nada daquilo, também conseguiria ver a nova 666 Park Avenue... Era não, era? Pois que não é. Bastou um só episódio daquela treta para passar a noite a sonhar com edifícios assombrados e o Diabo em forma de pessoa. Rai's parta que a série até parece ser boa!


As minhas séries #18

Etiquetas:

quarta-feira, Setembro 26, 2012

Carinho

Começar o dia com uma notícia má, daquelas que nos apertam o coração e reviram as horas. Das que nos fazem questionar o sentido de tudo, a razão das coisas, o que estamos aqui a fazer. Porque não somos ilhas isoladas, porque criamos laços, amizades, relações. Porque gostamos de alguém, porque nos importamos. Porque passamos dias, semanas, meses, anos sem nos vermos. Porque marcamos sempre para um amanhã que nunca chega, mas que temos sempre como garantido.

Hay heridos!

Dúvida existencial...

... por que é que a vida é lixada?

sexta-feira, Setembro 07, 2012

Contagem decrescente: 365...

A minha mãe sempre me disse que pagamos pela boca. Ou seja, pagamos por aquilo que dissemos, embora neste caso, seja por aquilo que escrevi... Mas em seis anos as pessoas mudam, as situações alteram-se e daqui a exactamente 365 dias vou-me casar. É verdade, Coccinella da Silva vai vestir um vestido de noiva e vai entrar numa igreja pelo braço do meu pai.

Lendo o que escrevi no longínquo ano de 2006, só me dá vontade de rir com a mudança das coisas. Casar... ainda por cima pela igreja (mas sem baptismos e comunhões e essas coisas. Se o tiver que fazer, ficamos só pelo civil!).

A verdade é que já desceu a noiva em mim e ando super entusiasmada com o casório. Por mim, era já amanhã. Já temos sítio para a festarola (que era a nossa prioridade) e o resto vai se organizando e marcando a partir do início do ano. Afinal, ainda temos 365 dias...

quinta-feira, Agosto 30, 2012

Tempo volta para trás?!? Hum... não...

Quando gosto de uma pessoa, gosto mesmo, gosto muito, gosto tudo. E antes, no antigo do antigamente, dava tudo, dava muito, dava mesmo. Dava tanto, que não recebia nem metade. E depois sofria. Sofria mesmo, sofria muito, sofria tudo. Não percebia por que razão a(s) outra(s) pessoa(s) não dava(m) da mesma forma. E de tanto bater com a cabeça na parede, dessensibilizei. Dou aquilo que acho que devo dar ou em proporção ao que recebo.

Tudo isto só para dizer, que deixei de ter vontade de resolver uma amizade. Se durante algum tempo queria que as coisas voltassem ao que já foram, agora vivo bem com o que são.

quarta-feira, Agosto 29, 2012

As minhas séries #17

Etiquetas:

sexta-feira, Agosto 24, 2012

Freud explica?

É sempre assim. Ando durante meses a sonhar com o dia em que chego cedo a casa e fico no sofá sem fazer nada a não ser zapping. Mas quando finalmente chega esse dia, sinto-me uma inútil que não tem nada para fazer.

quarta-feira, Agosto 22, 2012

As minhas séries #16

Etiquetas:

Dois objectivos das férias alcançados

terça-feira, Agosto 07, 2012

The Dark Night (blog) Rises/A minha sugestão


Crowd:[chanting] Deh-Shay, Deh-Shay, Bah Sah Rah. Bah Sah Rah. 
Bruce Wayne:What does that mean?
Prisoner:"Rise."

Chegada do cinema, depois de ver um daqueles filmes que nos preenche as medidas e que só apetece postar no blog como a minha sugestão, arranjo coragem, escondo a vergonha e abro o Blogger. A indicação é que o último post data de 24 de Maio. 24 de Maio... Bem mais de dois meses sem vir aqui, sem escrever. Esta já foi a minha terapia preferida. Escrever quase sem filtro. Deitar aqui para dentro tudo o que me ia na alma. As minhas angústias. As minhas dúvidas. As minhas tristezas. As minhas dores. Mas também as minhas conquistas. As minhas alegrias. Os meus passos dados para sair dos túneis que vão aparecendo. Foi uma espécie de farol. De luz ao fundo desses túneis. De guia espiritual. De tanque de lavar roupa. De ombro amigo. Ultimamente, tem sido relegado para último plano. Tem estado ao abandono. Mas nunca foi colocado no esquecimento. Quantos posts escrevo mentalmente. Quantas coisas fariam sentido estar aqui imortalizadas. Mas nunca tenho o Blogger por perto nesses momentos. E quando está por perto, o momento passou. O tempo não dá. A vontade enfraquece. Mas tenho saudades. Muitas saudades de escrever quase sem filtro. Deitar swui para dentro o que me vai na alma.

Nestes bem mais de dois meses sem escrever aconteceu tanta coisa. Voltei a Itália. Voltei a Roma para (re)ver a cidade. Turismo com a mochila às costas lava-nos a alma, mas cansa-nos o corpo. Acabei a parte lectiva do MBA. Foi um ano trabalhoso, que ainda não sei se será frutuoso, mas em que ganhei bastantes expeiências e testei a minha capacidade de resistência. Continuo a perder anos de vida no trabalho, mas se a nuvem que paira no ar não se transformar em tempestade e arrasar com tudo, tenho cada vez mais medo de ficar enterrada naquele sitio para sempre. Voltei a Odeceixe. A Maria Vinagre. A Vale dos Homens. Àquele sossego e àquela paz onde o Alentejo e o Algarve se confundem. Há poucas coisas melhores que aquela semana em que a vida passa por praia, sol (agora mar), comer e dormir. Lava-nos a alma e o corpo.

E o blog fez sete anos. Em 2005, comecei-o como terapia. Para escrever quase sem filtro. Deitar aqui para dentro o que me ia na alma. Sete anos. Tanta coisa mudou nestes sete anos. Tanta coisa ficou igual. Tanta coisa voltou a ser como era. E tanta coisa nunca mais voltará a ser.

Não posso prometer escrever com regularidade. Não posso prometer que intervalos de bem mais de dois meses não voltarão a acontecer. Só posso prometer que escrever me faz falta. 

quinta-feira, Maio 24, 2012

A propósito de uma reportagem da TVI (mais de uma jornalista da TVI) depois do final da Taça e de uma coisa que li há umas semanas atrás na Visão, fiquei a pensar se valeu e se ainda vale a pena esforçar-me nos estudos, fazer tudo para ter boas notas, andar a matar-me de cansaço... Porque, ao que parece, isso conta cada vez menos (a tal jornalista foi minha colega e não tinha notas por aí além e o que li na Visão dizia isso mesmo). Já não é tão importante as boas notas, mas sim tudo o resto, todas as outras capacidades de relacionamento (o que consigo ser uma nulidade). Mas depois, mesmo sabendo isso, não consigo levar as coisas na "descontra", não consigo empenhar-me menos, porque gosto de ter boas notas, mesmo que só contem para mim.

Saturday night...

Um sábado à noite, depois de um dia stressante, com algumas cervejas em cima e na melhor companhia do mundo, trazem boas ideias para um enlace: as músicas de entrada, a entrada das alianças, o penteado e a animação para depois da comidinha. Seria memorável!

quinta-feira, Maio 03, 2012

Reflexões de quinta à tarde...

- Sou uma fraca e não consigo confrontar as pessoas, mesmo depois de me terem magoado.

- Pensam que me estão a ajudar, mas só me complicam. Deixem-se estar quietinhos, pá!

Ggggrrrr!!

Quase, mas quase me estragaram o Real Madrid!

VAL, CF descontados, Goodwill... que ricas férias!

O problema não foi o profe de Finanças Empresariais não ter sido bonzinho, o problema é que sou mesmo um zero à esquerda (ou um sete) na matéria. Ai que bom, vou passar as férias a estudar!

Tenham medo, ela está de volta!

Aproxima-se um grande evento aqui no Palácio de Versalhes e por pouco a palavra terrível não voltou à baila (mas eu aposto que vai voltar).

segunda-feira, Abril 30, 2012

A verdade verdadinha é que há coisas para contar. Há contrições a fazer, porque pela boca morre o peixe e bem diz a minha mãe que pagamos pelo que dizemos. Mas também ainda há um oceano de decisões e preocupações e uma melhoria de Estatística no sábado. Isso e 500 mil trabalhos e três testes-exames (se o profe de Finanças até for bonzinho) para a recta final do MBA, que está a dar uma trabalheira do caneco, mas que tem valido por tudo (e espero que por mais alguma coisa). A acrescentar a isto tudo, tenho também o trabalho que se aproxima de uma fases complicadas do ano: desfiles, feiras e eventos que tais. Por isso, e soando a desculpa, blog querido, tens ficado um pouco parado (para não dizer completamente). Mas quando tudo estiver mais assente em pedra e noutro material brilhante, ganharás nova vida. Prometo!

terça-feira, Abril 17, 2012

'Cause I'm a freak...

Sempre que vou a um médico que não seja a minha hematologista ou médico da família a história é a mesma:
- nunca ouviram falar do Xagrid, o meu companheiro fiel na luta contra as plaquetas;
- querem saber tudo sobre como descobri o que tinha;
- perguntam se tinha dores ou sintomas estranhos;
- ficam escandalizados quando digo que tinha 1 100 000 e tal de plaquetas (o limite máximo normal é 400 000);
- e acabam sempre com a frase: teve muita sorte!

domingo, Abril 08, 2012

A minha sugestão


quarta-feira, Abril 04, 2012

Weekend

Se uma noitada já faz mossa, quanto mais duas noitadas seguidas... Sim, porque isto de fins-de-semana com saídas duplas até quase ao raiar do dia já era coisa do antigo do antigamente, porque a pessoa já não vai para nova e o corpo e a mente já não são como antes. Mas fins-de-semana não são fins-de-semana, mesmo que se tenha tido um exame na sexta e se tenha aulas no sábado o dia todo. E assim, rumamos para a noitada 1 com os coleguinhas da escola e entre bataclans e 80's e 90's se faz a noite. O corpo levanta-se às nove, mas a cabeça demora a arrancar. E o dia prossegue entre aula, trabalho e apresentação, mas o sono começa a pedir uns minutos e encostamos antes do começo da noitada 2. Jantar com coleguinhas da piscina, sofrimento pelo SLB e alá para o aniversário que se faz tarde. A noite continua no planeta do rock e acaba em ko até às duas da tarde de domingo. O resultado: muita dança, diversão, música e uma constipação. A pessoa já não vai para nova e o corpo e a mente não são como antes.

Sabedoria de sexta à noite

"A nossa vida é estudar..."
 Dr. T

sexta-feira, Março 23, 2012

Olha o policia sinaleiroAi, passa agora,
Mas se não passas
Ficas sem carta e sem dinheiro 


Se já não bastava tudo o resto, tenho que aturar polícias de trânsito...

quarta-feira, Março 14, 2012

As minhas séries #15

Etiquetas:

quarta-feira, Março 07, 2012

As minhas séries #14

Etiquetas:

Clio mailindo, eu bem andei a ignorar os sinais que me enviavas. Eu bem queria continuar a nossa relação por mais uns bons 3 anos, mas parece que estás a ficar cansado e a querer encostar às boxes. Ok, mailindo do coração, vou começar a fazer contas à vida e procurar um substituto.

sexta-feira, Março 02, 2012

Sempre achei a mania de chamar Dr ou Eng pretensiosa. Como se fosse este nome que nos definisse ou nos desse uma garantia extra de profissionalismo ou de fazer as coisas bem feitas. Não gosto quando me chamam de Dr.ª. Não sou médica. Aliás, vistas bem as coisas e se os títulos é que importam, para a próxima peço para retirarem o técnica e para colocarem Mestre!